Sem equipe, HC desativa Pediatria para atender pacientes Covid-19 | Jornal Plural
27 jun 2020 - 12h29

Sem equipe, HC desativa Pediatria para atender pacientes Covid-19

Dificuldade para ativar leitos seria a causa da medida, que entrou em vigor na última quinta

O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná está desativando o atendimento de crianças e adolescentes para transformar o setor de Pediatria em área exclusiva Covid-19. A medida começou a ser implantada na última quinta, dia 25. Com a mudança os profissionais da área passarão a atender adultos com coronavírus.

O Plural apurou que a medida visa permitir que o hospital ative todos os leitos habilitados para Covid-19 junto ao Município de Curitiba e que não estavam ativos por falta de pessoal. Inicialmente, o HC tinha habilitado 61 vagas Covid-19 de UTI Adulto, mas segundo o diretor de Gestão em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Vinicius Filipak, apenas 33 estavam efetivamente ativas.

Com o aumento na ocupação dos leitos, causado pelo crescimento rápido de casos de coronavírus em Curitiba, o HC ativou outras 15 vagas e iria ativar mais 15 na última semana, mas só conseguiu ativar quatro.

Segundo a superintendente do HC, Claudete Reggiani, no momento, todos 66 leitos de UTI Adulto e Pediátricos e 83 leitos de enfermaria estão ativos. Segundo Filipak, a desativação da Pediatria ainda não foi comunicada à Sesa.

Em nota, a Secretaria Municipal de Curitiba confirmou que solicitou ao Hospital Pequeno Príncipe que passe a internar pacientes infantis do HC. Já o Pequeno Príncipe confirmou que dois pacientes já foram transferidos e a instituição assumiu a retaguarda do Hospital de Clínicas.

Ao Plural, Claudete Reggiani informou que os leitos habilitados no HC estão todos ativos e que há pessoal suficiente para o atendimento. Ela ainda esclareceu que só uma parte pequena da equipe de Pediatria será transferida para o atendimento Covid-19.

A superintendente confirmou que manter as equipes está sendo desafiador. “Os cálculos que tínhamos de equipe [para cada dez leitos], nada disso funciona [na pandemia]”, conta. Além disso a instituição afastou 318 pessoas desde março por serem do grupo de risco – idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas.

Em breve, o Plural traz mais informações sobre a ampliação do atendimento para covid-19 no HC de Curitiba. Acompanhe as atualizações.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos:

Últimas Notícias