Quatro dicas para comer bem (e pagar pouco) durante o dia todo em Curitiba

Quem não gosta de descobrir um lugar barato e que serve comida de primeira? Aí vão algumas boas dicas

Em tempo de vacas magras, quem não está atrás de uma boa pechincha, não é mesmo? Caminhar pela cidade é ótimo para esse tipo de coisa. De dentro dos nossos bunkers automotivos, nunca vamos ter a alegria de nos surpreendermos com esses pequenos achados. Com portas humildes, que escondem grandes sabores, aqui vão quatro exemplos de que não se pode julgar o livro pela capa, ou o restaurante pela porta do estabelecimento.

Não poderia começar diferente: na região da Trajano Reis, há uma pequena portinha, na Rua Paula Gomes, que talvez não seja novidade para muitos. O La Santa Bar y Cocina Mexicana está ali servindo texmex de rua há uns tantos anos de sucesso. Também pudera, aliam preço, sabor e descontração, como a comida de rua deve ser. Seus tacos, burritos e nachos, bem recheados fazem a alegria dos transeuntes que buscam aquele salzinho para acompanhar uma cerveja gelada. Eles também têm drinks e, vira e mexe, enquanto você espera seu pedido, jovens entram para calibrar o rolê com uma dose de tequila antes de seguir a marcha do sobe e desce da rua.

Se a ideia é um pubcrawl, os nachos vêm muito bem a calhar. Eles oferecem inclusive uma versão vegana para que ninguém fique de fora. É só pedir uma cerveja promocional e dividir o prato com o amigo da vez. Se a fome tá apertada, os burritos são uma ótima opção, são bem servidos e saborosos, além do preço ser absolutamente justo. Os tacos individuais também são ótima pedida para quem quer algo mais customizado, você pode escolher entre diversos complementos e sabores. É só fazer a sua combinação favorita e ser feliz.

Almoço

A hora do almoço é a hora mais importante do dia. A refeição é daquelas que se não for boa, acabam com humor de qualquer um. Portanto, a próxima indicação precisa ser certeira. Esta próxima loja fica na Praça Osório, mais precisamente na galeria que leva o mesmo nome. Entrando pelo corredor do centro comercial, quase escondido, ao final da praça de alimentação, está um dos melhores restaurantes de comida asiática da cidade, o Restaurante Everest Inn. O local, que serve pratos feitos, oferece curries bem temperados e samosas frescas que te transportam, sem necessidade de passaporte, para a Ásia muito além do sushi.

Com simplicidade, capricho e autenticidade, o restaurante faz do PF de cada dia uma experiência à parte. Tem um cardápio de segunda a quinta e outro para sextas e finais de semana. O butter chicken não faz feio frente a nenhum restaurante pomposo do batel. Há uma variedade de opções vegetarianas, além de complementos bem típicos, como o gulab jamum (sobremesa) e o lassi (iogurte natural batido com frutas). Um ótimo custo-benefício fecha o combo deste almoço, super escondido em pleno Centro de Curitiba.

Cafezinho

Se um bom almoço é indispensável, o que dizer de um bom café? E disso esses revolucionários entendem bem. O Manifesto Café, que fica na Rua Silva Jardim, imediatamente atrás da UTFPR, é uma das melhores microtorras da capital. Não só isso, praticam preços justíssimos e servem café oriundo de pequenas propriedades, favorecendo pequenos e microprodutores. Além disso, contam com uma boa carta de bebidas, alguns acompanhamentos – destaque para o croissant – e um ambiente engajado e autêntico.

O café coado é a síntese do movimento que encabeçam. É feito com a torra que produzem ali mesmo, nos fundos do estabelecimento e custa por volta de R$ 6, preço que muita padaria cobra por cafés carbonizados, comerciais, passados e servidos de qualquer maneira. É parada obrigatória na região do Rebouças. A loja é infusionada com cheiro de torra fresca de café a todo tempo. Ótimo para um bom papo saboreando um cappuccino ou mesmo um expresso cheio de identidade.

Empanadas

Por último temos a dica mais escondida de todas. Com todo o respeito ao Mercado Municipal, mas uma das principais atrações da região está ao atravessar a rua General Carneiro, em uma quase imperceptível porta de mais ou menos um metro de largura, o Al Paso. São as melhores empanadas da cidade, ponto. Massa feita à perfeição, com umidade ideal, feita com banha de porco, que segura o recheio sem ser pesada e farinhenta. Os recheios são um espetáculo à parte: de porco moura com cogumelos frescos, à cebola caramelizada e clássicos como a saltenha e a carne picada, todos os sabores são excepcionais.

Há um mate batido, feito artesanalmente, que também vale a pena conferir. De sobremesa, pastéis de natas com diversas inclusões de frutas, além de doces de leite com amendoim e excelentes opções para levar para casa. As empanadas saem por volta de dez reais e é muito difícil comer uma só. Esta micro portinha, quase invisível para quem passa desatento, tirou de letra a receita que o Brasil fez muito bem em importar e não se pode deixar de conhecê-la.

Sobre o/a autor/a

Compartilhe:

Leia também

Melhor jornal de Curitiba

Assine e apoie

Assinantes recebem nossa newsletter exclusiva

Rolar para cima