Greca pede suspensão de plano de carreiras do funcionalismo por mais dois anos | Plural
5 nov 2019 - 11h34

Greca pede suspensão de plano de carreiras do funcionalismo por mais dois anos

Segundo prefeito, seria temerário mexer nas contas do município agora

O prefeito Rafael Greca (DEM) enviou para a Câmara Municipal um projeto de lei para suspender por mais dois anos a implantação dos planos de carreiras dos servidores. Com isso, os planos só se tornariam efetivos a partir de 2022, já na metade do mandato do próximo prefeito.

A proposta protocolada no Legislativo também suspende pelo mesmo período, até dezembro de 2021, todos os procedimentos de movimentação de carreira. Tudo isso já está suspenso desde 2017, quando Greca assumiu e fez um plano de ajuste fiscal afirmando que a prefeitura estava quebrada. No entanto, a previsão é de que tudo fosse descongelado agora.

Segundo o texto de justificativa enviado à Câmara, a prorrogação das suspensões se deve ao clima de instabilidade em Brasília. Com o governo federal mexendo em Previdência, fazendo reforma administrativa e reforma tributária, seria temerário mexer nas despesas do município.

“Até lá, precisaremos continuar enfrentando as intempéries com responsabilidade e parcimônia, preservando as conclusões da Comissões de Estudos para sua compatibilização futura com os novos cenários, mas sem abandonar os caminhos que a população de Curitiba escolheu como adequados para a preservação da nossa cidade”, afirma a justificativa.

Últimas Notícias