Dono da Unicesumar, que tem contrato milionário com governo, doa R$ 90 mil para Ratinho

Wilson Matos é um dos maiores individuais do governador até o momento

Um dos maiores doadores individuais da campanha de Ratinho Jr. (PSD) à reeleição é Wilson de Matos Silva, dono de uma das maiores instituições de ensino do Paraná,. a Unicesumar. Segundo a primeira leva de informações divulgada pela Justiça Eleitoral, Matos doou R$ 90 mil ao governador.

A Unicesumar é atualmente responsável por um contrato milionário com o governo do estado. Única participante em um leilão, levou os lotes de ensino à distância para alunos de ensino médio por R$ 38,4 milhões, num acordo de três anos.

Matos também é suplente do senador Alvaro Dias (Podemos) e concorre à reeleição para o mesmo cargo neste ano.

A relação de grandes doadores individuais de Ratinho é encabeçada pelo multimilionário Rubens Ometto de Silveira Mello, dono do grupo Cosan e que vem despejando uma fortuna nas eleições deste ano. Com um patrimônio de R$ 46 bilhões, o empresário é um dos donos da Exxon do Brasil e trabalha com etanol.

Entre os demais doadores estão membros da família Lenzi, ligada à área de advocacia, o empresário Odacir Antonelli, de Guarapuava, e Altair e Marlon Bonilha, donos da Pro Tork.

Veja a lista dos principais doadores de Ratinho até o momento:

Rubens Ometto Silveira Mello R$ 300.000,00
Edgar Lenzi R$ 180.000,00
Edson Antonio Lenzi Filho R$ 115.000,00
Odacir Antonelli R$ 100.000,00
Bruno Cerqueira Cesar Esteves Vilar R$ 99.899,93
Daniele Fernanda Sanson Lenzi R$ 90.000,00
Wilson de Matos Silva R$ 90.000,00
Alceu Elias Feldmann R$ 50.000,00
Altair Lozano Bonilha R$ 50.000,00
Augusto Jose Sperotto R$ 50.000,00
Guilherme Maggi Schmidtsilva R$ 50.000,00
Leonardo Mazepa Buchmann R$ 50.000,00
Luciano de Oliveira Andersen R$ 50.000,00
Marlon Bonilha R$ 50.000,00
Rainer Zielasko R$ 50.000,00
Rodson Luiz Lopes R$ 50.000,00
Sidnei Likes Penteado R$ 50.000,00


Sobre o/a autor/a

Compartilhe:

Leia também

Mentiras sinceras me interessam

Às vezes a mentira, ao menos, demonstra algum nível de constrangimento, algum nível de percepção de erro. Mas quando a verdade cruel é dita sem rodeios, o verniz civilizatório se perde

Leia mais »

Melhor jornal de Curitiba

Assine e apoie

Assinantes recebem nossa newsletter exclusiva

Rolar para cima