O Estado de Israel não é um epílogo do Holocausto

Essa falsa lógica entre “Holocausto e Israel” é chamada por Yehuda Bauer de “lenda judaica”, criada como fator de vitimização e de legitimação do Estado de Israel perante o mundo. Em outras palavras, o Holocausto seria usado como explicação e justificativa da existência de um Estado judeu

Carlos Reiss

Um judeu pode ter sido o delator de Anne Frank: e daí?

Esse fenômeno da coerção irresistível imposta pelo aparato nazista sobre os povos dominados não pode ser subestimado. Os nazistas sempre recorreram aos subjugados para cumprir sua meta genocida. Por meio do temor e do terror, ele manipulava e controlava a sociedade (tanto judaica quanto a população geral ocupada, no caso da Holanda)

Carlos Reiss