fbpx
OR
destaque Vizinhança

Sanepar consegue aumento de 12,13% na tarifa da água

Sanepar terá reajuste. Foto: Bruno Tadashi/SECS
Escrito por Alexsandro Ribeiro
Compartilhe

Sem contar a atual aprovação, desde 2013, a tarifa foi reajustada em cerca de 75% pela empresa

Compartilhe

A Sanepar conseguiu sinal verde para aplicar reajuste de 12,13% nas tarifas de água e esgoto. A aprovação do índice e da aplicação foi definida na reunião do conselho diretor da agência nesta segunda-feira (15), e atende ao pedido da estatal para reajuste anual da conta. No mesmo dia, a estatal emitiu Fato Relevante para avisar aos “acionistas, investidores e ao mercado em geral” da decisão da agência.

O aumento da tarifa não foi o único tema da pauta da Agepar à pedido da Sanepar. A agência também chegou a debater na reunião outros temas, dos quais um que pode tornar ainda mais salgada a conta de água dos paranaenses: a antecipação da revisão tarifária.

Ou seja, não eram apenas elucubrações a indicação feita em fevereiro passado pelo presidente da empresa, Cláudio Stabile, em um evento com investidores, de que estudava antecipar os porcentuais do reajuste tarifário de 25,6% de 2017, com prazo final para aplicação da última parcela da revisão em 2024.

Não negando o pedido, a Agepar, contudo, definiu na reunião que isso deve ser avaliado em separado ao reajuste atual. Na ata do conselho, a agência vota pelo adiamento da discussão, com “abertura de Revisão Tarifária Extraordinária, devendo este pedido ser desentranhado do presente protocolado e tramitar em procedimento próprio contemplando análises econômicas e financeiras refinadas e consulta aos usuários via audiências públicas”.

Além da antecipação, outra decisão da agência foi de alocar o Fundo Municipal de Saneamento Básico e Ambiental (FMSBA) como integrante da chamada Parcela A, que compreende custos não gerenciáveis, onde estão considerados os custos com encargos setoriais, taxas e outros fundos, a energia elétrica e os produtos químicos.

Sem contar a atual aprovação, desde 2013, a tarifa foi reajustada em cerca de 75% pela empresa. Em 2015, foram três reajustes que aumentaram a tarifa em 21%. O percentual reajustado no período foi quase o dobro da inflação calculada pelo INPC, de 37% entre 2013 e 2018.

Sobre o autor

Alexsandro Ribeiro

Alexsandro Ribeiro – é jornalista, integrante da agência Livre.jor e é pouco criativo para autobiografia e para dar nome para animal de estimação. Tem um gato chamado Gato.

Deixe seu comentário