17 ago 2020 - 10h54

Copel registra aumento de lucro no segundo semestre de 2020

Crescimento do lucro líquido da companhia acontece em meio ao processo de privatização da subsidiária Copel Telecom

A Copel registrou um lucro líquido de R$ 1,5 bilhão no segundo trimestre de 2020, um aumento de 359,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo relatório divulgado pela companhia, parte do resultado se deve à uma decisão judicial de junho deste ano, que garantiu à empresa a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS. “Dessa forma, a Companhia vem suspendendo o pagamento desses valores complementares e provisionando os valores até a decisão final do mérito da ação”, afirma o documento. O resultado foram R$ 809,1 milhões a mais na linha de “outras receitas operacionais”.

A decisão judicial também terá consequências para o bolso dos consumidores. Em decorrência desta exclusão, a companhia estima uma redução de 3,5% no valor da fatura de energia elétrica dos consumidores.

O crescimento do lucro líquido da companhia é registrado em meio ao processo de privatização da subsidiária Copel Telecom. O processo, em andamento desde abril de 2019, já foi alvo de suspensão na Justiça e segue com a aprovação do Conselho de Administração da empresa. O anúncio da venda deve acontecer assim que o processo de desinvestimento, aprovado em 15 de julho, for concluído.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Assuntos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Radiocaos Convescote

Neste episódio os textos e ideias prazerosas de Otto Leopoldo Winck, William Cruzoé Teca, Guilherme Zarvos, Sergio Viralobos, Edilson Del Grossi, Gabriele Gomes, Bernardo Pellegrini, Amarildo Anzolin, Francisco Cardoso de Araujo, Marielle Loyola, Flavio Jacobsen, Maurício Popija, Adriano Samniotto, Leonard Cohen, Wally Salomão, Natalia Barros, Trin London, Daniel Quaranta, Marcelo Brum-Lemos, Michel Melamed, Julio Cortazar, Mauricio Pereira, entre outros não menos alvissareiros.

Redação Plural.jor.br