Igrejas reabrem após liberação de Ratinho Jr | Plural
escola-publica-de-qualidade
24 Maio 2020 - 18h23

Igrejas reabrem após liberação de Ratinho Jr

Templos religiosos foram considerados como atividades essenciais em lei aprovada por deputados do Paraná, e sancionada pelo governador

Cinco dias após o governador do Paraná, Ratinho Jr (PSD), sancionar a lei que instituiu templos religiosos como atividade essencial no Estado, igrejas começam a retomar missas e cultos. Em Curitiba, um dos mais procurados espaços religiosos já anunciou a volta das missas presenciais para esta segunda-feira (25).

O Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro Alto da Glória, na Capital, terá pelo menos quatro missas diárias – às 7h, 12h, 15h e 19h30. A volta deve ocorrer com controle de fiéis no interior da igreja, que terá ocupação máxima de 30% do normal, com distanciamento de dois metros entre as pessoas – inclusive para integrantes da mesma família.

O uso de máscaras é obrigatório e a igreja diz que irá disponibilizar álcool em gel para os fiéis, além de reforçar a higienização do local.

“Neste primeiro momento, somente as missas voltarão a ser presenciais. Como as novenas movimentam muita gente, achamos mais prudente continuar com a transmissão on-line nas primeiras semanas”, explica o padre Celso Cruz, reitor do Santuário.

Também permanecem suspensas as atividades pastorais, com exceção do atendimento social. Além das missas presenciais, as celebrações continuarão a ser transmitidas pela internet.

“Crianças com menos de 12 anos, idosos com mais de 60 anos, pessoas no grupo de risco ou que apresentem sintomas de gripe e resfriado devem permanecer em casa e acompanhar a programação on-line”, recomenda o padre. “Quando percebermos, estaremos numa grande festa, num júbilo de louvor ao nosso Deus.”

Bancos preparados para o retorno das missas presenciais. Foto: Santuário N.S. Perpétuo Socorro

Deus e o mundo

Nas redes sociais, grande parte dos fiéis aprovou a reabertura. “Que bom, graças a Deus”, diz um católico. “Graças a Deus voltaremos à missa”, destaca outro. “Glória a Deus… e sobre quem está com receio, basta lembrar como estão hoje os supermercados.”

Mas há quem não concorde. “A igreja está muito errada neste ponto e cada vez mais vamos ver nossos entes queridos sendo mortos por uma ideia errada de desconfinamento. Estas ações cada vez mais me deixam longe da igreja”, avalia uma devota.

“Deus vai punir quem for responsável pelo contágio de muitos. Vocês que acreditam no inferno, fiquem preparados pois as mortes estarão na conta dos responsáveis por estimular contato e contágio. Papa Francisco deve ter vergonha de vocês.”

Na Itália, um dos países com mais mortos pela covid-19 (32,7 mil), o Vaticano continua com celebrações on-line, sem missas presenciais.

O Brasil tem 22,5 mil mortes registradas até este domingo (24), sendo 1,1 mil num único dia (19/5). O total de contaminados por coronavírus por aqui é de 357,8 mil, deixando o país em segundo no ranking mundial de casos confirmados pela doença, sendo o epicentro da pandemia na América Latina. As cidades brasileiras com a maior mortalidade estão no Norte e no Nordeste.

No mundo, são 5,3 milhões de pessoas já contaminadas e 343 mil mortos por covid-19 até o momento.

O Paraná contabiliza 2,9 mil contaminados e 146 mortes por coronavírus. Em Curitiba, são 936 casos confirmados e 36 óbitos registrados pela doença.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?
0 0 voto
Article Rating
Subscribe
Notificação
guest
0 Comentários
Comentário no texto
Ver todos

Últimas Notícias

0
Adoramos ouvir você, deixe seus comentáriosx
()
x