Escolas particulares voltam às aulas presenciais extracurriculares | Jornal Plural
11 set 2020 - 13h10

Escolas particulares voltam às aulas presenciais extracurriculares

Curitiba libera volta de atividades fora do calendário escolar

Aulas de esportes, idiomas, música, reforço e apoio pedagógico voltam a ser ofertadas em modelo presencial nas escolas da Rede Privada de Curitiba. A retomada fica a critério de cada instituição e é facultativa aos alunos. A autorização para a volta às aulas presenciais extracurriculares, não inclusas no calendário escolar, foi autorizada pela Secretaria de Saúde de Curitiba.

A decisão foi tomada pelo Comitê de Técnica e Ética Médica da Prefeitura, em 31 de agosto, quando a Capital ainda estava em ‘bandeira amarela’ (risco baixo) para contaminação por Covid-19. Mesmo com os números de casos e mortes pela doença em alta – o que resultou na retomada da ‘bandeira laranja’ (risco médio) – a Secretaria manteve a liberação.

Com isso, as 516 escolas particulares da Educação Básica de Curitiba já podem receber os primeiros grupos de estudantes. Para tanto, elas abrem os espaços para visitação dos pais, que poderão optar pelo retorno, ou não, dos filhos. A ideia é mostrar que as instituições estão preparadas para receber as crianças com segurança – seguindo os critérios estabelecidos no Protocolo de Volta às Aulas.

“A Rede Privada de Ensino vem se organizando há muito tempo para este retorno. Temos uma grande preocupação de como será feito este trabalho, por isso orientamos a todos que cumpram o protocolo e chamem as famílias para ver a organização das escolas, como as pias colocadas, os tapetes higienizantes, a retirada de bebedouros, o distanciamento das carteiras”, afirma a presidente o Sindicato das Escolas Particulares do Paraná (Sinepe), Esther Pereira.

Segundo ela, o retorno será responsável e gradativo. “Podemos fazer um bom trabalho e devagarinho trazer nossos estudantes pra dentro da sala. Até porque, eles não estão bem emocionalmente e requerem o atendimento individualizado pelo pedagógico.”

No ofício enviado ao Sinepe, a secretária de saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, sugere a apresentação de um “check list” diário pelos pais e escolas, com as condições de saúde dos estudantes. A apresentação da carteira de vacinação atualizada também pode ser uma exigência. “Lembramos que não é recomendada a participação, em atividades presenciais, de alunos que integrem o grupo de risco à Covid-19, bem como daqueles que residam com pessoas que possuam vulnerabilidade à doença”, aponta a secretária, sobre as aulas presenciais extracurriculares.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Um comentário sobre “Escolas particulares voltam às aulas presenciais extracurriculares

  1. Essas empresas privadas precisam justificar o cobrado de sua clientela, nem que seja por dois ou três meses para o fim do ano. Típico do “empresariado” tupiniquim…Nao importa que o ciclo de contaminação volte a ocorrer em maior escala..Esse é o brasilzinho acima de tudo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias