Bitcoin Banco demite e tenta religar luz, internet e email | Plural
6 dez 2019 - 16h34

Bitcoin Banco demite e tenta religar luz, internet e email

Sem luz, internet e email, a empresa diz que está se reestruturando para cumprir plano de recuperação

Grande parte dos funcionários das empresas do Grupo Bitcoin Banco foram demitidos nesta sexta-feira, dia 6 de dezembro. A organização, que está em recuperação judicial, informou ao Plural que os desligamentos são parte de uma “reorganização”. Foram demitidas as equipes de financeiro, marketing, processos, compliance, TI e atendimento.

“O Grupo Bitcoin Banco informa que está realizando um processo de downsizing, englobando a reestruturação organizacional das empresas, revisão de processos operacionais e redução de seu quadro de colaboradores”, diz o comunicado.

Além das demissões, o grupo pediu à Justiça que a Copel, a Comparex e a Horizons sejam autuadas para voltar a prestar serviço as empresas. Seis unidades consumidoras ligadas ao grupo tiveram a luz cortada por falta de pagamento. Igualmente, a Comparex, que fornece serviços de e-mail, office e onedrive, e a Horizons, responsável pelo serviço de internet, também interromperam a prestação.

Por conta da recuperação judicial, as empresas do grupo obtiveram a suspensão das ações de cobrança. Essa medida, prevista na Lei de Falências, visa manter a atividade fim da empresa em recuperação para garantir as receitas que poderão vir a quitar dívidas e restabelecer o negócio.

Downsizing

As demissões realizadas nesta sexta, diz o Grupo, visam ajudar a cumprir o plano de recuperação judicial. “Este tipo de medida está alinhada ao planejamento estratégico do negócio, e se torna necessária em empresas inclusas em processos de recuperação judicial, pois contribui com a redução de custos e efetividade do plano de recuperação em produção desde o deferimento do processamento em 27 de novembro”.

Desde novembro muitos funcionários aguardavam em casa um posicionamento a respeito da situação das empresas. Ao Plural, o Grupo disse não poder informar o total de demitidos, mas afirmou que a atividade fim será mantida.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você entra na nossa lojinha, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Últimas Notícias