Condenado por homicídio, Aciolli tenta volta à política | Jornal Plural
2 mar 2020 - 21h12

Condenado por homicídio, Aciolli tenta volta à política

Aciolli foi condenado no ano passado a cinco anos de prisão pelo assassinato de um engraxate

Dez anos depois, Roberto Aciolli (PV) pode voltar à Câmara de Curitiba. Conhecido por seus programas policialescos, Aciolli está atualmente sem mandato, mas deve disputar uma vaga de vereador em outubro.

O plano é que ele fique com a cadeira que hoje pertence ao filho, Cristiano Santos (PV), que abandonaria a Câmara para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa daqui a dois anos.

Aciolli foi condenado no ano passado a cinco anos de prisão pelo assassinato de um engraxate. Ele deu um tiro de 38 na nuca da vítima em 1999, alegando que não teve a intenção.

Segundo ele, que perseguiu a vítima pela cidade, o assassinado havia furtado aparelhos de celular a loja de sua ex-esposa.

Embora tenha sido condenado, Aciolli não vai ser preso, porque o crime já prescreveu.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias