Bolsonaro respeita votação e UTFPR tem novo reitor | Jornal Plural
23 set 2020 - 10h22

Bolsonaro respeita votação e UTFPR tem novo reitor

Professor Marcos Schiefler, mais votado na consulta interna, terá mandato até 2024

A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) já tem novo reitor. A nomeação do professor Marcos Schiefler foi publicada em Diário Oficial da União. Candidato mais votado na consulta à comunidade acadêmica, Schiefler terá mandato até 2024.

Embora Schiefler tenha saído vencedor da eleição interna, sua nomeação não era dada como certa, uma vez que o presidente da República, por lei, tem autonomia para escolher qualquer um dos integrantes da lista tríplice enviada ao MEC.

No caso da UTFPR, o atual reitor, Luiz Alberto Pilatti, que terminou a consulta em segundo lugar, numa votação apertada, decidiu manter sua candidatura e enviar seu nome a Brasília junto com o do vencedor. Como idelogicamente está mais à direita do que Schiefler, imaginava-se que Jair Bolsonaro pudesse preferi-lo.

Em várias universidades pelo país, Bolsonaro tem escolhido candidatos menos votados, desrespeitando a tradição, que deixa para professores, técnicos e alunos a verdadeira atribuição democrática de escolher o reitor. O caso mais recente aconteceu na UFRGS.

UFPR

A nomeação de Schiefler também é vista como um indício de que Bolsonaro poderá respeitar a decisão da comunidade interna da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Em consulta interna, a Federal deu 83% dos votos ao atual reitor Ricardo Marcelo Fonsceca e 14% a Horácio Tertuliano Filho – um candidato ideologicamente muito mais próximo do bolsonarismo.

No caso da UFPR, ainda não há definição quanto ao novo reitor. O Conselho Universitário decidiu fazer uma consulta ao MEC para saber como deve ser o formato da lista tríplice enviada, uma vez que há dúvidas legais quanto a isso.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias