Médica usa parecer desatualizado para dizer que faltam evidências sobre vacina da Pfizer

É enganosa a fala de uma médica que se opôs à exigência de um passaporte de vacinação em plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal do dia 8 de dezembro de 2021. Em vídeo de um trecho da fala que circula no Facebook, TikTok e WhatsApp, a médica cita um parecer divulgado em agosto de 2021 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para afirmar que não existem “as principais evidências” quanto à segurança e eficácia do imunizante da Pfizer contra a covid-19. O próprio documento traz dados da eficácia e segurança robustas da vacina, os quais a médica não menciona. Ela também usa um parecer desatualizado e impertinente para levantar dúvidas sobre a vacinação de crianças e adolescentes, que foi autorizada em outro momento, com base em estudos específicos com essa faixa etária

Projeto Comprova

É de graça


E vai continuar assim. Mas o nosso trabalho só existe porque ele é financiado por você, leitora e leitor, e por parceiros. Ajude o Plural a continuar independente. Apoie e assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

Já é nosso assinante?
Faça seu login com email ou nome de usuário

Não é assinante?  Assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

This will close in 20 seconds