Crônica | Plural
Fide 2019

O que fica

Ana Justi conta histórias que têm como cenário o Passaúna, bairro que ela não conhece

Ana Justi

Sufoco

Ana Justi entreouve uma conversa de homens que dizem fazer o que querem enquanto as namoradas dormem. O consentimento, diz ela, é um inconveniente

Ana Justi

Braseiro

Ana Justi relata a vida do Centro de Curitiba à noite, quando os ruídos e as pessoas já foram embora para outros lugares

Ana Justi

Da janela

De seu apartamento, Felippe vê a vizinha fazendo fotos de si mesma arrumada, antes de pôr um camisetão e ir dormir. Quanta solidão cabe numa selfie?

Felippe Anibal

A valsa prosaica

Ana Justi conta sobre a valsa que dançam os frequentadores de um antigo prédio no Centro de Curitiba. A valsa dos desligados, dos desempregados, dos demitidos.

Ana Justi

O abutre

Assim que a ambulância para, o sujeito pergunta se é acidente. Ouve que não, mas não desiste: enfia a cabeça para dentro para ter certeza. Sai esmorecido quando vê que se trata de alergia. Eis mais uma crônica de Ana Justi.

Ana Justi