“Advogado do PT” em vídeo do Kwai é personagem de humor

O Comprova classificou como sátira um vídeo apontado como uma gravação vazada do “líder dos advogados do PT, Dr. Avacalho Elhys”. O conteúdo foi publicado nas redes sociais pelo próprio “Dr. Avacalho”, que é um personagem humorístico criado pelo comediante mineiro Warley Alberto Clauhs, e não um advogado real

Projeto Comprova

Vídeo de ex-ministro da Suíça é de 2010 e não tem relação com o contexto político brasileiro

É falso que o ex-ministro de Finanças da Suíça Hans-Rudolf Merz teria rido dos acontecimentos envolvendo o ex-presidente Lula (PT) e o ex-procurador da República Deltan Dallagnol durante um discurso. Um vídeo de Merz voltou a circular nas redes sociais com legendas em português incorretas. Na verdade, a gravação foi feita em 2010 e mostra o político tendo uma crise de riso ao ler um texto sobre normas para importação de carnes temperadas

Projeto Comprova

Vídeos de manifestação contra Lula em Passo Fundo são de 2018

São enganosas publicações que mostram uma manifestação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na cidade de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. Os vídeos sem legenda clara fazem parecer que os protestos são atuais, mas o ato retratado ocorreu em março de 2018, quando o ex-presidente circulava por diversas cidades do Sul do país

Projeto Comprova

Auxílio-reclusão é garantido por lei desde 1960 e seu valor é equiparado ao salário mínimo

É falso um vídeo que circula na internet em que um homem afirma que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria criado o auxílio-reclusão e que, com esse benefício, familiares de detentos receberiam de R$ 2,5 mil a R$ 4 mil. O auxílio é garantido por lei desde 1960 e o valor é equiparado ao salário mínimo, que em 2022 é de R$ 1.212. O autor da publicação também mente ao afirmar que o direito à saída temporária dos presos teria sido criado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), cujos ministros teriam sido todos nomeados por Lula. A saída temporária está prevista pela Lei de Execução Penal e apenas três dos 11 magistrados do Supremo foram indicados pelo ex-presidente

Projeto Comprova

É de graça


E vai continuar assim. Mas o nosso trabalho só existe porque ele é financiado por você, leitora e leitor, e por parceiros. Ajude o Plural a continuar independente. Apoie e assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

Já é nosso assinante?
Faça seu login com email ou nome de usuário

Não é assinante?  Assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

This will close in 20 seconds