Startup Alô Proprietário nasce para encerrar papel do intermediário nas negociações imobiliárias | Jornal Plural
20 jul 2021 - 9h01

Startup Alô Proprietário nasce para encerrar papel do intermediário nas negociações imobiliárias

Plataforma pode ser usada em contratos de venda ou locação, eliminando o alto custo dessas taxas para os vendedores

A venda e a locação de imóveis no Brasil são um dos poucos segmentos que ainda não passaram por um processo de disrupção. A startup Alô Proprietário nasceu neste mês de julho para modificar esta relação, aproximando compradores e vendedores e eliminando o papel do intermediador de corretores e imobiliárias e o alto custo de suas taxas tanto para os vendedores quanto para os compradores. Na efetivação de um negócio, o custo da corretagem é de 6% do total da negociação em caso de venda, além dos impostos, taxas cartoriais e de registro de imóvel. Na locação, uma imobiliária pode reter até 100% da primeira mensalidade.

Um dos pilares da startup está na transparência da negociação direta entre vendedores e compradores. Sem a mediação de um corretor ou imobiliária, torna-se mais simples de se chegar a um consenso entre as partes envolvidas. Além disso, com a eliminação de taxas, os imóveis se tornam mais competitivos e tendem a ser vendidos de forma mais rápida.

Em seu lançamento, os proprietários contam com três tipos de pacotes a partir de R$ 279: assinatura mensal, trimestral e o plano até a venda, cobrado a cada mês. Independentemente do modelo escolhido, estão incluídos alguns serviços como placa para o imóvel, modelos de contrato e acesso à rede de parceiros, como demonstrador de imóvel, despachante imobiliário e advogados especializados.

Veja outros serviços inclusos:

– Fotos profissionais – A ser agendada pelo proprietário.

– Gestor de contas – Com atendimento humanizado, vai auxiliar em todas as dúvidas mais comuns do anúncio, assim como burocracias e documentações.

– Ferramenta agenda – Liberando dias e horários nos quais será permitido visitar a unidade.

– Cadastro do visitante – Será aprovado e validado pelo Alô Proprietário.

– Alô Visitas – O dono do imóvel pode contar com um profissional para recepcionar os interessados, se tiver interesse.

– Alô Despacho – A presença de um despachante para fazer todo o trâmite de venda ou de locação.

Em princípio, a plataforma da startup será testada em Curitiba e Região Metropolitana, podendo se estender a outras localidades do país no futuro.

Como funciona?

Para o comprador, o processo é simples. Basta acessar o site e encontrar o imóvel. Na sequência, deve-se agendar uma visita pela própria plataforma, que indica dia e horário de preferência – e ser recebido pelo proprietário ou pelo demonstrador de imóveis. Em caso de interesse, a proposta e negociação é feita diretamente com o dono do imóvel, dando transparência ao processo.

Para o anunciante, o passo inicial está em efetivar um cadastro. Após a validação das informações e da escolha do pacote desejado, preenchem-se os dados do imóvel com o apoio de um gestor de contas, de forma a incluir as informações necessárias – descrição, localização, características.

Na sequência, será agendado um horário para a realização de fotos profissionais, o que permitirá a publicação do anúncio no site. O proprietário poderá fazer a gestão de visitas do imóvel ou contar com o serviço de um demonstrador de imóveis, se preferir desta forma. Caso receba proposta, a negociação é feita exclusivamente com o comprador.

Se o negócio for fechado, o proprietário terá acesso à rede de parceiros, que incluem os despachantes imobiliários e advogados especializados para facilitar no andamento da burocracia até a efetivação da venda.

“Embora todo o processo seja mediado pela tecnologia, temos uma preocupação com um atendimento humanizado, já que estamos falando de um bem de alto valor, como um imóvel, que tem inúmeras características que precisam ser especificadas, como as informações do anúncio, agendamento de fotos e a parte burocrática na efetivação da venda”, explica Giancarlo Blanco, CMO da startup Alô Proprietário.

Mercado aquecido

No ano passado, houve aumento de 26,1% no número de imóveis comercializados, de acordo com relatório da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) e da Fundação Instituto de Pesquisas (Fipe). No total, foram quase 120 mil unidades comercializadas no país em 2020. O aquecimento do mercado persiste em 2021, com aumento de 27,1% nas vendas no primeiro trimestre.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Um comentário sobre “Startup Alô Proprietário nasce para encerrar papel do intermediário nas negociações imobiliárias

  1. Alô Proprietário!
    Pagar caro por intermediação imobiliária nunca mais, vou eu mesma anunciar aqui!
    Sucesso a essa equipe de grandes empreendedores pela excelente iniciativa! 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias