Você pode ajudar Lares de Idosos em Curitiba | Plural
30 jul 2020 - 14h06

Você pode ajudar Lares de Idosos em Curitiba

Campanha on-line arrecada para contratar funcionários e comprar EPIs em 30 instituições da Capital

Com o apoio da Promotoria de Justiça de Proteção à Pessoa Idosa de Curitiba, uma startup que conecta famílias a Lares de Idosos iniciou campanha para arrecadar R$37,5 mil até dia 8 de agosto. O montante ajudará 30 Casas de Repouso da Capital na compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e na contratação de funcionários temporários para substituir aqueles afastados por problemas de saúde, sobretudo por suspeita de covid-19. Serão beneficiadas as instituições cujo valor máximo de mensalidade é de R$ 2 mil.

Curitiba tem mais de cem casas de acolhimento para idosos, mas apenas seis – as instituições sem fins lucrativos – têm acesso a recursos públicos e aos fundos municipal e estadual do idoso. Muitos dos lares privados mais simples, apesar de cobrarem mensalidade, não possuem margem de lucro ou reserva para arcar com as novas despesas derivadas da pandemia do coronavírus.

“Existe um público de idosos que não se enquadra nos requisitos das instituições conveniadas com o município, mas que é bem humilde, e acaba sendo atendido por instituições privadas. Estas, embora atendam a todos os padrões normativos e sanitários exigidos, são bastante simples e estão enfrentando inúmeras dificuldades, inclusive financeiras, neste período de pandemia”, diz a promotora Cynthia Pierri.

Urgência

Pensando nisso, a equipe da startup Senior Online iniciou uma vaquinha virtual para suprir a demanda relacionada à covid-19 durante um ou dois meses, a depender do número de afastamentos e contratações temporárias necessários. Cerca de 200 funcionários e 400 idosos serão beneficiados com a ação.

De acordo com a fundadora da empresa, Paula Gomes Loyola, a demanda é urgente. As casas de acolhimento de idosos atendem justamente o grupo de risco em um cenário de contaminação crescente. Curitiba soma, nesta quarta-feira (29), 18.131 casos positivos para coronavírus e 504 óbitos pela doença. “A gente está realmente com pressa, tem casas precisando bastante.”

Campanha

Ao ter o lançamento de sua plataforma adiado pela covid-19, a equipe da startup entendeu que tinha outro papel, além de ajudar famílias a encontrar casas de repouso adequadas às necessidades dos idosos. No final de março, Paula iniciou um movimento com 20 lares de idosos a fim de chamar a atenção do poder público “para esse problema que a gente está vivendo exatamente agora e que já era previsto: o problema das casas de repouso com a covid“.

De acordo com a empreendedora, a promotoria de idosos foi bastante ativa na resposta ao movimento e criou um grupo on-line com todas as casas de acolhimento de idosos de Curitiba para trocar informações e tratar das necessidades em período de pandemia. “A promotoria não consegue destinar as doações para casas com fins lucrativos, então nos ocorreu de fazer o que eles não conseguem, essas doações”, conta Paula, que também é administradora especializada em gestão geriátrica.

Após conversar com a promotoria e receber a lista das instituições com maior necessidade de ajuda, a equipe iniciou a campanha. A iniciativa já arrecadou 40% do montante e conta com a colaboração das pessoas para atingir a meta nos próximos dias. Quem quiser contribuir, pode acessar a vaquinha on-line na plataforma Benfeitoria.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.
0 0 voto
Article Rating
Subscribe
Notificação
guest
0 Comentários
Comentário no texto
Ver todos

Últimas Notícias

0
Adoramos ouvir você, deixe seus comentáriosx
()
x