Urbs e sindicato fazem acordo e Curitiba deixará de ter cobrador em ônibus | Jornal Plural
29 maio 2019 - 15h06

Urbs e sindicato fazem acordo e Curitiba deixará de ter cobrador em ônibus

Proposta que prevê substituição gradual deverá ser votada nas próximas semanas, com apoio do Sindimoc

A prefeitura de Curitiba e o sindicato dos motoristas e cobradores (Sindimoc) finalmente chegaram a um acordo, depois de meses de negociação, e deverão aprovar nas próximas semanas o projeto de lei que trata da bilhetagem eletrônica nos ônibus do município. Com isso, os cobradores serão gradualmente substituídos em todas as linhas por máquinas leitoras de cartões.

O acordo saiu depois que a Urbs, órgão do município responsável pelo transporte coletivo, topou uma mudança na redação da proposta: a cobrança, de acordo com a nova versão, deixa de ser “exclusivamente” feita por máquinas. A leitura do sindicato é que isso permite uma transição gradual para o novo sistema.

A nova proposta foi formalizada num substitutivo do vereador Rogério Campos (PSC), que é representante do Sindimoc na Câmara Municipal. Como a prefeitura deu aval, 37 dos 38 vereadores apoiaram o substitutivo, que deve ser aprovado no lugar da redação inicial da prefeitura.

A ideia de prefeitura e sindicato é que os cobradores saiam do sistema em grupos de 500, mais ou menos. Com isso, seriam necessárias quatro “rodadas” para que todos os profissionais saiam da função atual para receber qualificação, podendo assumir outras vagas nas empresas em que atuam.

Com o acordo, a expectativa é de que o projeto praticamente não enfrente mais resistência na Câmara. Ainda não há data para que o projeto seja incluído na pauta da Câmara.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias