SJP proíbe soltar pipas mas permite igrejas e academias | Jornal Plural
23 jun 2020 - 19h44

SJP proíbe soltar pipas mas permite igrejas e academias

Novo decreto contra covid-19 segue medidas estaduais mas abre exceções. Maior cidade da RMC registrou três mortes nas últimas 24h e tem todas as UTIs ocupadas

A Prefeitura de São José dos Pinhais (SJP) publicou nesta terça-feira (23) um novo decreto municipal (3.857/20) que reforça as medidas impostas pelo governo do Paraná. Haverá redução no horário do comércio, proibição de venda de bebidas após 22h e de menores de 12 anos nos comércios. Na maior cidade da Região Metropolita de Curitiba (RMC) – com a taxa mais alta de covid-19 entre os vizinhos – também não se pode mais soltar pipas ou raias. Mas é permitido ir para igreja ou academia, de ginástica ou natação, que funcionam com horários normais, inclusive nos fins de semana.

A justificativa é de que crianças se aglomeram na brincadeira com pipas. Já as igrejas são atividades essenciais – segundo o governo Bolsonaro – e as academias estariam cumprindo as medidas de restrição impostas. Salões de beleza, barbearias e feiras livres também podem abrir com horário normal, mas só de segunda a sexta-feira.

Os demais comércios estão proibidos de abrir no fim de semana. Eles só devem funcionar das 8h às 16h nos dias de semana. Shoppings abrirão apenas de segunda a sexta-feira, das 12h às 20h.

Restaurantes, pizzarias e lanchonetes estão liberados até às 22h. Sábados e domingos, estes só estão autorizados a realizar delivery ou atendimento drive-thru.

O secretário de Segurança de SJP, Anderson Bissoli, garantiu que as fiscalizações serão realizadas mas pediu ajuda dos comerciantes. “A população tá achando que não vai ser contaminada e o vírus não vai chegar na casa dela. Clientes vão ao comércio em grupo, para passear, bater perna. Você só deve sair de casa se for necessário e o comerciante precisa nos ajudar, impedindo a entrada de pessoas sem máscara.”

Covid-19

“Tivemos três óbitos de ontem para hoje e agora iremos realizar internamentos na Unidade de Pronto Atendimento da Rui Barbosa”, disse a secretária municipal de Saúde, Débora Chemim, sem informar quantas vagas há na unidade.

A cidade tem apenas 10 leitos de UTI exclusivos para coronavírus e todos já estão ocupados, assim como as demais vagas para pacientes graves. Não há previsão de abertura de novos leitos. Os doentes que necessitam de vagas entram na fila da Central de Leitos do Estado e são encaminhados para outros municípios.

O número de contaminados por covid-19 em São José dos Pinhais chegou a 499, com 21 óbitos pela doença, a maior taxa de toda RMC.

Ônibus

Sobre os ônibus lotados, a Prefeitura disse que é preciso primeiro avaliar os impactos das restrições deste decreto para só então tomar novas medidas para evitar a superlotação diária no transporte coletivo – crítica constante da população, que soma 320 mil habitantes. A frota de ônibus em circulação também não foi informada.

“É algo que preocupa. Sentamos várias vezes com a secrataria técnica para ver como podemos reduzir o impacto negativo, mas solução é demagogia. Trabalhamos para reduzir os impactos. Vamos manter o número de ônibus e distribuir as linhas”, afirmou o procurador-geral do Município, Áriston Carlos Ghidin.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias