Shoppings e igrejas podem voltar a fechar no Paraná | Plural
1 jun 2020 - 21h22

Shoppings e igrejas podem voltar a fechar no Paraná

Governo Ratinho assume que aliviar isolamento colaborou para o aumento de 60% nos casos confirmados de coronavírus no Paraná

Em meio ao crescimento da curva do coronavírus no Paraná, o secretário Estadual de Saúde, Beto Preto, esteve na Assembleia Legislativa (Alep) nesta segunda-feira (1) para prestar contas aos deputados estaduais. Durante audiência pública, ele falou da expansão da covid-19 no Estado. Só na última semana, a circulação do vírus teve um aumento de 60% e, com isso, as medidas de flexibilização do isolamento no Paraná podem ser revistas.

Com a mudança de cenário e o aumento significativo no número de casos, o secretário confirma que a reabertura de shoppings e igrejas deve ser reavaliada dentro de 14 ou 21 dias, a depender da evolução da curva do coronavírus. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), os casos da doença aumentaram de 877 (no período de 17 a 23 de maio) para 1.404 (de 24 a 30 de maio). Contudo, a letalidade foi 23% menor nesse período.

Para Beto Preto, a circulação do vírus aumentou por causa dos seguintes fatores: as filas formadas para recebimento do auxílio emergencial na Caixa Econômica; as compras de Dia das Mães; e o pagamento da aposentadoria. “Não tenha dúvida que, de acordo com todas essas iniciativas, o fluxo de pessoas nas ruas se amplia e aquele isolamento domiciliar e distanciamento social inicial começa a diminuir”, diz.

Segundo o secretário, mesmo que restrita, a liberação de templos religiosos e shoppings levou ao aumento do fluxo de pessoas nas ruas da Capital. O comandante da pasta justificou que a reabertura foi acordada durante reuniões das comissões com representantes da Saúde Pública, responsáveis por fazer a análise diária da situação do coronavírus.

Durante a fala, ele destacou que o número de pessoas testadas cresceu no Paraná, que conta com quase 300 mil testes rápidos. Esse aumento da testagem não deve ser descartado na contagem dos casos confirmados. A média de testes/dia está em cinco mil pessoas testadas, afirmou o secretário.

De acordo ele, o Paraná passou por um aumento progressivo de casos confirmados nas últimas semanas. Atualmente, o Estado tem um total de 4.835 pessoas infectadas e 190 mortes pela doença. “Passamos de 40, 50 casos por dia para 100, e nos últimos cinco, seis dias fomos para uma média 200 casos”, explicou.

O secretário também destacou que, apesar de pressões para a retomada das atividades, as restrições de volta às aulas permanecessem no Paraná.

As próximas semanas serão cruciais para saber como o governo deve agir. O aumento das restrições de mobilidade da população não está descartado.

Investimentos na Saúde

Na audiência pública, o diretor-geral da Sesa, Nestor Werner Júnior, também prestou informações aos deputados. Segundo ele, para este ano, a área da Saúde teria pouco mais de R$ 5,6 bilhões para investimentos. No entanto, com a pandemia, há uma estimativa de gasto adicional de R$ 500 milhões para o combate da covid-19 nos próximos seis meses.

De acordo com a Sesa, no primeiro quadrimestre de 2020, R$ 40 milhões foram destinados para ações de enfrentamento da doença, outros R$ 23 milhões foram para ações de Saúde e R$ 18 milhões para a aquisição de leitos hospitalares de covid-19.

No caso dos leitos, em março foram adquiridos 496 (95 para UTI Adulto; 02 para UTI Pediátrica e 399 para enfermaria adulto). Em abril, o número foi para 1.388 leitos (429 para UTI Adulto; 35 para UTI Pediátrica; 855 para enfermaria adulto e 69 para enfermaria pediátrica).

A audiência foi conduzida pelo presidente da Comissão de Saúde Pública, deputado Dr. Batista (DEM) e contou com a participação dos seguintes parlamentares: Luiz Claudio Romanelli, Evandro Araújo (PSC), Douglas Fabrício (CDN), Michele Caputo (PSDB), Márcio Pacheco (PDT), Arilson Chiorato (PT) e Ricardo Arruda (PSL).

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?
0 0 voto
Article Rating
Subscribe
Notificação
guest
0 Comentários
Comentário no texto
Ver todos

Últimas Notícias

0
Adoramos ouvir você, deixe seus comentáriosx
()
x