15 mar 2022 - 13h48

Servidores da prefeitura de Araucária farão vigília durante reunião de negociação salarial

Mais de um mês depois da greve dos trabalhadores da prefeitura de Araucária, sindicato e administração se reúnem nesta terça-feira (15) para uma rodada de…

Mais de um mês depois da greve dos trabalhadores da prefeitura de Araucária, sindicato e administração se reúnem nesta terça-feira (15) para uma rodada de negociação. O encontro será no paço municipal às 16h e os servidores pretendem fazer uma vigília do lado de fora durante a conversa.

De acordo com o Sindicato dos Servidores de Araucária (Sifar) uma tenda será montada em frente à prefeitura e no mesmo horário da reunião trabalhadores vão se concentrar no local.

A defasagem salarial, de acordo com os sindicalistas, chega a 25%. Os trabalhadores também pedem recomposição de 25%, que é o reajuste inflacionário de acordo com o Índice Nacional de Preços no Consumidor (INPC), e reajuste no vale alimentação.

Relembre

No começo de fevereiro, o Sifar deflagrou uma greve que durou três dias, com ocupação do gramado em frente à prefeitura e passeata pelo centro da cidade.

A administração chamou a greve de “imoral” e disse que iria descontar os dias não trabalhados pelos funcionários. O Plural questionou os valores dos descontos dos trabalhadores, mas somente após o dia 20 a prefeitura terá a cifra exata.

Para evitar prejuízos financeiros para os grevistas, o Sifar sugeriu a reposição dos dias não trabalhados, mas não houve acordo sobre este ponto. O assunto também está na pauta da reunião desta tarde.

Em 2 de fevereiro, por meio de nota, a prefeitura disse que por conta das medidas de austeridade adotadas pelo governo federal durante a pandemia não foi possível realizar quaisquer reajustes que causassem impactos orçamentários.

“Em maio de 2020, foi sancionada a Lei Complementar n.º 173/2020, que ‘estabelece o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus SARS-CoV-2 (Covid-19)’. Esta mesma Lei vedou qualquer reajuste em vencimentos ou benefícios de funcionários públicos até 31/12/21. Com isso, Araucária, em acordo com a legislação, não concedeu reajuste ou reposição ao funcionalismo municipal, sob pena de responder judicialmente. Como o prazo estipulado em Lei findou-se há poucos dias, foi agendada reunião com os sindicatos dos servidores públicos Sifar e Sismmar para o próximo dia 15 de março, a fim de avaliar o possível reajuste”, dizia a mensagem.

Nesta manhã a assessoria de imprensa da prefeitura não soube informar se o prefeito Hissam Hussein (Cidadania) vai participar das negociações, mas confirmou que a reunião está mantida.

O Plural é um jornal independente mantido pela contribuição de nossos assinantes. Ajude a manter nosso jornalismo de qualidade. Assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. E passa a fazer parte da comunidade mais bacana de Curitiba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários feitos em textos do Plural são moderados por pessoas, não robôs, e não são publicados imediatamente. Não publicamos comentários grosseiros, agressões, ofensas, acusações sem provas nem aqueles que promovem tratamentos sem comprovação científica.

Últimas Notícias

Post adultera áudio e mente ao afirmar que Lula foi xingado em Caruaru

É falso conteúdo publicado no Facebook afirmando que Lula foi hostilizado ao participar da festa junina em Caruaru, Pernambuco. A publicação sofreu edição com a introdução de um áudio com gritos de “ladrão”. No conteúdo original, o ex-presidente é aplaudido durante um ato político de um aliado em Uberlândia, Minas Gerais. No post, é tocado um jingle de pré-campanha eleitoral

Projeto Comprova

É de graça


E vai continuar assim. Mas o nosso trabalho só existe porque ele é financiado por você, leitora e leitor, e por parceiros. Ajude o Plural a continuar independente. Apoie e assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

Já é nosso assinante?
Faça seu login com email ou nome de usuário

Não é assinante?  Assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

This will close in 20 seconds