14 jan 2022 - 10h45

Sanepar alivia rodízio de água na Grande Curitiba

Abastecimento passa de 60×36 para 84×36

Com o nível do Sistema de Abastecimento de Água Integrado de Curitiba (SAIC), que compõe a média das quatro barragens que abastecem a Região Metropolitana de Curitiba (RMC) em 73,81%, a Sanepar decidiu aliviar o rodízio de água. O modelo atual, de 60 horas com abastecimento e 36 sem, passará para 84 horas com água e 36 sem, fazendo com que tenha um dia a mais de abastecimento. 

Com o Paraná em crise hídrica desde maio de 2020, esta semana foi a primeira vez em que o nível médio das barragens atingiu índices maiores de 71%. A companhia já informou que quando o SAIC chegar a 80%, o rodízio pode ser suspenso. 

O nível médio dos reservatórios continua a subir. A prorrogação do modelo atual tinha sido feita na última terça-feira (10) e estaria em vigor até dia 25. Porém, a Sanepar decidiu abrandar o rodízio. 

Em justificativa ao alívio no rodízio, a Sanepar informa que faz avaliações técnicas diárias que levam em conta vários fatores, como temperatura, consumo, chuvas, reservatórios, para decidir sobre alterações no modelo de rodízio.

O novo modelo é válido do dia 17 a 28 de janeiro. Você pode conferir a tabela de rodízio aqui.

Pesquisa

A Sanepar e a Fundação Araucária abriram edital para o Programa Paranaense de Pesquisas em Saneamento Ambiental (PPPSA), com o objetivo de selecionar projetos de pesquisa com soluções para problemas dos processos de água e/ou esgoto. A verba do edital é de R$ 2 milhões, com recursos de até 250 mil para os projetos, que devem ser realizados no período de um ano e gerar um produto inovador que possa ser aplicado na Sanepar.

O prazo final para submissão das propostas é 6 de fevereiro. O resultado será divulgado a partir de 15 de março. Você pode acessar o edital aqui.

Com informações da Sanepar.

O Plural é um jornal independente mantido pela contribuição de nossos assinantes. Ajude a manter nosso jornalismo de qualidade. Assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. E passa a fazer parte da comunidade mais bacana de Curitiba.

Assuntos:

12 comentários sobre “Sanepar alivia rodízio de água na Grande Curitiba

  1. Exatamente, na verdade a sanepar é incompetente, é paga para o que faz , e tem feito muito mal, não teve um planejamento adequado para épocas de escassez que sempre houve e quem paga é sempre a população, uma vergonha sem tamanho, deveriam indenizar a população, mas a conta de água nunca desce .

  2. Em que país do mundo existe racionamento quando temos 3/4 dos reservstorios. Isto é pilantragem da Sanepar. Ganha mais não tratando água, e cobrando o mesmo consumo mínimo. Além de quando volta a água o ar que entra aumenta o valor da conta. Porque ela não divulga quanto ela perde no sistema por vazamentos? Se tivesse zerado os vazamentos já teria poupado muito. O Ratinho será lembrado nas eleições por apoiar e sancionar decretos para esta pilantragem.

  3. Falta de respeito com a população, esse governo inútil que estamos tendo, muita chuva esses últimos meses e continuam com racionamento. Falta de estrutura da sanepar, e desse governo do ratinho que não vemos fazer nada. Deixo aqui minha indignação.

  4. Roubalheira dessa empresa! Com certeza apoiada por políticos que poderiam acabar com essa pilantragem pelo bem da população, mas devem estar lucrando também!
    Alguém sabe me explicar porque o cálculo da média das quatro barragens não bate? Hoje 15/01/2021 a minha calculadora diz que a média está em 77,43%, se há uma fórmula mágica de cálculo para sempre os números ficarem baixos, gostaria muito de saber.

  5. O Brasil tem os famosos aquiferos e nem que não chovesse por 10 anos não esgotava a água ,só perfurar poços ,como em rio Branco não era nem cobrado a água tinha uma cisterna que o antigo prefeito havia construído dava água de graça para o povo,então mudou o prefeito e fez acordo com a Sanepar que proibiu a água de poços mono pólio .kkkk

Deixe um comentário

Últimas Notícias