Projeto prevê novo terminal no Santa Quitéria | Jornal Plural
30 out 2019 - 16h05

Projeto prevê novo terminal no Santa Quitéria

A previsão é que as obras da fase 1 comecem em 2021, se não houver atraso no processo de aprovação e assinatura do financiamento

Simulação mostra como será o Terminal. Imagem: reprodução IPPUC.

Um projeto da Prefeitura de Curitiba, com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), de melhorias no itinerário das linhas Inter 2 e Interbairros 2 deverá começar com a criação de um novo terminal. O lote 1 da proposta, que é orçada em R$ 133 milhões, prevê a reconstrução do Terminal Campina do Siqueira e a implantação do Terminal Santa Quitéria.

O novo terminal está previsto para funcionar na Avenida Presidente Arthur Bernardes, próximo ao cruzamento com a rua Professor Ulisses Vieira. No local hoje está uma estação tubo. A proposta é que ali sejam integradas as linhas Inter 2, Interbairros 2, Caiuá/Cachoeira, Carmela Dutra, Vila Buriti e São Jorge.

A integração deve facilitar o acesso a outros bairros sem a necessidade de ir até o Centro, assim como o acesso ao Centro por quem usa as linhas Inter 2 e Interbairros 2.

Segundo a Prefeitura, o empréstimo de R$ 106,8 milhões junto ao BID e a contrapartida de R$ 26,7 milhões já estão garantidos. A proposta de financiamento já foi aprovada pela Comissão de Financiamentos Externos (COFIEX) do Ministério da Economia. No momento, o processo está na fase de preparação, que segundo a Cofiex, “finaliza com o recebimento, por parte do Governo brasileiro, das Minutas dos Contratos de Empréstimo e de Garantia (se for o caso) encaminhados pelo Organismo Financiador”.

O Lote 1 do projeto prevê obras do Campina do Siqueira até o Terminal do Portão. Foto: reprodução IPPUC.
O Lote 1 do projeto prevê obras do Campina do Siqueira até o Terminal do Portão. Foto: reprodução IPPUC.

Esta semana a prefeitura iniciou audiências públicas sobre a proposta nas regionais afetadas. Segundo a assessoria de comunicação do IPPUC, órgão responsável pela elaboração do projeto, a expectativa é que a execução das obras da primeira fase possam começar em 2021.

Uma vez aprovado o financiamento, a prefeitura terá prazo de cinco anos para a execução de toda proposta, que prevê, além do novo terminal, a reforma e ampliação do Terminal Capão do Imbuia, a reconstrução dos terminais Campina do Siqueira e Hauer e a implantação de quatro estações de integração: Salgado Filho, Nivaldo Braga, Xaxim e Mercês.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você entra na nossa lojinha, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias