Presos terão visitas virtuais durante a pandemia | Jornal Plural
4 jun 2020 - 12h30

Presos terão visitas virtuais durante a pandemia

Familiares que desejam realizar a comunicação remota devem solicitar via e-mail a uma das unidades prisionais da Região Metropolitana de Curitiba

Por causa dos riscos do coronavírus, as visitas às unidades prisionais do Paraná estão suspensas desde 20 de março. Desde então, as famílias dos presos não podem levar materiais de higiene e limpeza, nem ter contato com os detentos. Salvo em três penitenciárias da Região Metropolitana de Curitiba (RMC), que já oferecem a possibilidade de visitas virtuais, ou seja, de comunicação remota.

A partir da próxima semana, famílias cadastradas nas outras sete unidades penais da RMC também poderão participar das videoconferências, que serão supervisionadas pelo Departamento Penitenciário (Depen). A mediação já é oferecida na Penitenciária Central do Estado (PCE-UP), Penitenciária Feminina do Paraná (PFP) e Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP-2).

Para participar, os familiares interessados devem enviar um e-mail para a penitenciária na qual está o parente e solicitar a participação na visita on-line. A mensagem deve ser endereçada ao setor de Assistência Social da unidade, que entrará em contato para agendar a data e horário disponíveis.

Os e-mails das 10 penitenciárias da Região Metropolitana de Curitiba são:

Penitenciária Central do Estado (PCE-UP) – [email protected]

Penitenciária Central do Estado II-US (PCE-UP) – [email protected]

Penitenciária Feminina do Paraná (PFP) – [email protected]

Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP-1) – [email protected]

 Penitenciária Estadual de Piraquara II (PEP-2) – [email protected]

Casa de Custódia de Curitiba (CCC) – [email protected]

Casa de Custódia de São José dos Pinhais (CCJP) – [email protected]

Casa de Custódia de Piraquara (CCP) – [email protected]

Colônia Penal Agroindustrial do Paraná (CPAI) – [email protected]

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias