5 fev 2021 - 22h20

Petroleiros distribuem gás de cozinha a R$ 40

Desconto integra protesto nacional para denunciar preço abusivo do produto e privatização da Petrobras

É possível vender gás de cozinha ao preço de produção nacional, mantendo o lucro das distribuidoras, revendedoras, da Petrobrás e ainda arrecadando impostos dos Estados e Municípios. É o que afirma o Sindicato dos Petroleiros do Paraná e Santa Catarina (Sindipetro PR/SC), que neste sábado (6) distribui o produto pelo valor de R$ 40. A entrega será limitada a 250 botijões e acontece em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba.

A ação intitulada ‘Gás a Preço Justo’ integra mobilização nacional da categoria e denuncia o valor abusivo do gás de cozinha e dos combustíveis. A mobilização começa às 11h30 na Praça da Bíblia, em frente à Câmara de Vereadores e para participar é necessário levar o botijão vazio para fazer a troca, que será recebida somente em dinheiro.

O Sindipetro destaca que, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), entre julho de 2017 e janeiro de 2021, a Petrobrás aumentou em 130,79% o preço do GLP (gás de cozinha) e 59,67% o preço da gasolina nas refinarias. O diesel sofreu reajustes de 42,64% e o preço do barril do petróleo acumulou alta de 15,40% no período.

“Mesmo com os números desastrosos, agenda do governo federal não dá sinais de mudança. Prova disso foi o pronunciamento do executivo, nesta manhã (05), em Brasília, quando Bolsonaro e Castello Branco, presidente da Petrobrás, publicamente se preocuparam em acalmar o mercado financeiro ao defender a política de Preço de Paridade Internacional (PPI), que segue cotação do dólar e do preço barril do petróleo lá fora e é a principal responsável pelos aumentos no gás de cozinha, diesel e gasolina”, aponta o sindicato.

Os petroleiros também irão distribuir cestas básicas e descontos para compra de gasolina e diesel. Uma campanha sobre os impactos da privatização da Petrobras integra o movimento, que se estende por diversas cidades do Brasil. “Durante ação serão tomados todos os cuidados em relação à pandemia. O uso de máscara é obrigatório, será disponibilizado álcool em gel e orientação no local para evitar aglomerações”, informa o sindicato.

Serviço

Campanha Nacional dos Petroleiros – ‘Gás a Preço Justo’

Data: 6 de fevereiro

Horário: 11h30

Local: Praça da Bíblia, em frente à Câmara dos Vereadores de Araucária

Endereço: Rua Irmã Elizabeth Werka, 55, bairro Estação – Araucária /PR

Valor: R$ 40, somente em dinheiro (levar o casco vazio para troca)

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

13 comentários sobre “Petroleiros distribuem gás de cozinha a R$ 40

  1. A Petrobras que se diz pertencer ao so ferra o povo. Essa empresa que do povo não tem nada, ja deveria estar privatizada, mais os interesses são maiores que vender sua produção de gás combustível, o povo que se dane…Petrobras privatizada ja.
    Aqui se produz petróleo, tem refinarias, e a gasolina é cara, o gás é caro, entao esse slogan de que a Petrobras é do povo é conversa.

  2. A Petrobras que se diz pertencer ao povo so ferra o povo. Essa empresa que do povo não tem nada, ja deveria estar privatizada, mais os interesses são maiores que vender sua produção de gás combustível, o povo que se dane…Petrobras privatizada ja. Aqui se produz petróleo, tem refinarias, e a gasolina é cara, o gás é caro, entao esse slogan de que a Petrobras é do povo é conversa.

  3. Já deveria ter privatizado há muito tempo a Petrobrás e correios não serve pra nada a não ser roubar com preços ladroeiros onde já se viu 1 litro de gasolina custar mais caro que um litro de leite. miserável esse país que já era pra estar todas as empresas estatais privatizadas e acabar ou diminuir o funcionalismo ou público

  4. Interessante que toda empresa que se diz ser do povo Brasileiro todas elas Ferran os Brasileiros e beneficiam outros países e outros povos, já nos tomamos no !!!!!. Se privatizar ai a coisa piora pois os políticos corruptos que são maioria cerca de 90% serão acionistas e vão ferrar mais ainda o povo…

  5. O governo está adorando uma política de paridade de preços de produtos importados, para favorecer os importadores e acostumar os consumidores com os futuros que ficarão mais caros após a privatização. É por isso que o gás de cozinha, diesel e e gasolina estão tão caros. Parabéns aos Petroleiros que estão denunciando esta política e a privatização da empresa.

    1. Excelente comentário. Infelizmente muitos criticam a Petrobrás sem ter conhecimento da causa. Sou contra a privatização pois a produção de petróleo ajuda a controlar o preço só petróleo. Se ocorrer a privatização irá realmente abrir e dar oportunidade dos donos dos petróleo a externo a ditar o preço que quiser. E infelizmente muitos irão sofrer por até quem não tem carro irá sofrer pois o preço dos alimentos também sofrem com o preço. Um país sem malha ferroviária.

  6. As riquezas do nosso povo (solo, subsolo, águas, potencial hidráulico, biodiversidade, clima, potencial solar de geração elétrica
    minérios e petróleo) são recursos estratégicos que não podem estar nas mãos de interesses privados do capital estrangeiro. Estas riquezas devem servir ao desenvolvimento de nosso país e serem tratadas não apenas como fontes de lucro para o setor privado.
    As riquezas devem servir aos interesses do nosso povo e não o povo servir aos interesses de quem explora essas riquezas.
    Nenhuma privatização de nossos recursos deve ser aceita pelo povo, que é o seu legítimo dono.
    Não privatizem nossas riquezas: Não à privatização da Petrobrás!

  7. É triste ver uma matéria dessa, com os comentários desses…isso mostra que a maioria das pessoas, até os jornalistas são pobres de conhecimento…. A Petrobrás tem q seguir o preço internacional sim … Senão, acaba igual a Venezuela . Cadê, na matéria a tabela dos custos dos impostos mostrando quem é o vilão da história? O ICMS. Que no por Ex .no Rio É de 32 % . Na maioria dos outros estado 25 %. . sabem fazer contas? Isso significa que o estado é sócia de cada posto de combustível em 25 % ..a cada 100 litros que vc , desenformado , coloca no carro .25 litros vc paga para o Estado , isso sem ter investido um único centavo ..pior ainda .. basta um deslize um acidente em posto de combustível que o Estado está lá com a caneta para aplicar multas milhonarias ..
    Para se montar un posto de combustível se gasta em média , serca de 1 a 2 milhões de reais. Para se ter de retorno de 2 a 3 % . Enquanto o está leva 25% . Gente pela o amor de Deus. .vão ler , vão estudar.

  8. Conversa fiada de que se privatizar prejudica o país. A Petrobrás não foi privatizada ainda e por que o preço tá tão alto? Simples, monopólio, se tivesse concorrente baixava o preço. Conversa fiada desses petroleiros militantes comunistas que só se preocupam com o seu bolso e a divisão de dividendos ao final de todos os anos pra trocar o carro por um novo. Aos olhos da Petrobrás o povo que se dane. Tem que privatizar o quanto antes pro bem do Brasil.

Deixe um comentário

Últimas Notícias