Paraná perdeu 55 mil empregos em abril | Jornal Plural
29 maio 2020 - 21h01

Paraná perdeu 55 mil empregos em abril

Pesquisadores estimam que, até o fim deste ano, o Estado pode perder 128 mil postos de trabalho

Abril foi o pior mês para o mercado de trabalho brasileiro desde o início da pandemia da covid-19, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados na última quarta-feira (27). O Paraná perdeu 55 mil empregos formais durante o período. Foram 47.081 admissões e 102.089 desligamentos. 

O setor mais atingido foi o de serviços, com uma redução de 24.407 empregos. Depois, vem o segmento de comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas, com 14.387 postos a menos.

As indústrias perderam 13.921 vagas. Na construção, o corte foi de 2.775 empregos. Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura registraram saldo positivo de 482 vagas.

Em todo o Brasil foram 860.503 empregos cortados. Os estados vizinhos apresentaram números ainda maiores que os do Paraná. Em Santa Catarina houve fechamento de 73.111 vagas e no Rio Grande do Sul foram encerrados 74.686 postos. 

Quadrimestre

Durante o primeiro quadrimestre de 2020, o Paraná registrou saldo negativo no número de empregos: 22.424 vagas cortadas. Foram, ao todo, 403.244 admissões e 425.668 desligamentos. 

Em todo o Brasil foram 763.232 postos de trabalho perdidos: 4.999.981 admissões e 5.763.213 desligamentos.

Estimativa anual

O estudo Impactos econômicos de curto prazo do combate a Covid-19 estima a perda de 128 mil postos de trabalho no Paraná em 2020. 

As projeções foram feitas pelos pesquisadores Umberto Antonio Sesso Filho (UEL), Paulo Rogério Alves Brene (UENP), Ronaldo Rangel (FGV) e Luan Bernardelli (UNESPAR). Os autores analisam a paralisação da economia de forma contínua ou intermitente, em intensidades diferenciadas.

“As estimativas realizadas e os dados constatados servem de suporte às autoridades para formulação de políticas públicas e ações privadas que estrategicamente venham a atuar para mitigar esses resultados”, pontua o grupo.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias