Número de idosos quase dobra nos ônibus de Curitiba | Jornal Plural
6 maio 2020 - 18h28

Número de idosos quase dobra nos ônibus de Curitiba

Segundo a Urbs, mais de 20 mil idosos usaram o transporte coletivo nos últimos dois dias. Secretaria de Saúde diz que medidas mais drásticas podem ser tomadas

O isolamento social vem reduzindo de maneira exponencial em Curitiba. Nas últimas semanas, a capital registrou um aumento significativo no número de idosos circulando nos seus ônibus. Apesar de integrarem o grupo de risco para o contágio do coronavírus, muitos idoso estão circulando em locais onde há aglomeração na cidade.

Dados divulgados pela Urbanização de Curitiba (Urbs) nesta quarta-feira (6), mostram que só nos últimos dois dias, mais de 20 mil idosos andaram de ônibus na cidade. De acordo com a Urbs, apenas na segunda-feira (4), 20.793 idosos usaram o transporte coletivo. Esse número foi para 20.964 no dia seguinte.

A Secretaria de Saúde do município, Márcia Huçulak, ja havia alertado para o aumento de idosos nos ônibus. Durante live na terça-feira (6), nas redes sociais, ela disse que a prefeitura deve tomar medidas mais drásticas contra essa circulação no transporte coletivo. A secretária não especificou quais atitudes serão tomadas, mas disse que novas restrições devem vir ainda nesta semana.

A ideia é proteger quem está mais suscetível a contrair a doença. Marcia destaca que o único pelo qual o idoso deve sair, por enquanto, é para fazer tratamentos de saúde. A secretaria recomenda que idosos não saiam das suas casas para frequentar o comércio.

Na mesma transmissão, Marcia também ressaltou que shoppings e academias não devem abrir ainda na cidade. Segundo ela, a situação momentânea do vírus está “sob controle” em Curitiba. Disse ainda, que a prefeitura trabalha com previsões e novas orientações a cada 15 dias, sempre com o objetivo de monitorar o comportamento do vírus. Até esta terça, Curitiba tem 658 casos confirmados da covid-19 e 26 mortes causadas pela doença.

Média de passageiros idosos

No levantamento da Urbs, é possível ver um aumento gradativo do número de passageiros nesta faixa etária, principalmente, a partir do final do mês passado. Entre os dias 13 e 19 de abril, a média foi de 10.996 idosos nos ônibus. Essa quantia aumentou para 13.395 na semana seguinte.

Entre 27 de abril e 3 de maio, a média de passageiros idosos desceu para 12.019. No entanto, durante esses dias também houve o feriado do Dia do Trabalho de 1º de maio. Nesse dia, 4.846 idosos circularam nos ônibus, contra 17.920 no dia anterior.

Regras no transporte

Desde o início da pandemia, a prefeitura afirma que tem dado orientações para que a população idosa evite usar os ônibus. O objetivo é de proteger a faixa etária que é considerada de maior risco para a covid-19. Em nota, a Urbs afirma que está colocando cartazes e fazendo orientações para que o transporte coletivo seja evitado, principalmente em horário de pico.

Além disso, informou que guardas municipais, agentes comunitários e fiscais estão orientando a população sobre questão como: obrigatoriedade do uso da máscara; respeito as marcações que determinam distanciamento de 1,5 metro entre os passageiros em filas dos terminais; e sobre os ônibus que só saem dos terminais com lotação máxima de 50%.

Por fim, a Urbs emitiu um apelo aos idosos. Na nota, pede que por orientação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), bom senso, reforça também, a recomendação de que essa população evite sair de casa. Termina dizendo que está estudando formas para conter o fluxo de idosos no transporte coletivo e impedir que eles se exponham ao risco de contaminação com a covid-19.

Relatório Urbs – Idosos/Data

Semana 1 – Média: 10.996

13/04 13.907
14/04 13.944
15/04 13.766
16/04 12.295
17/04 13.166
18/04 6.915
19/04 2.979

Semana 2 – Média: 13.395

20/04 13.481
21/04 4.533
22/04 15.787
23/04 14.068
24/04 15.270
25/04 8.371
26/04 3.768

Semana 3 – Média: 12.019

27/04 15556
28/04 15.836
29/04 15.873
30/04 17.920
01/05 4.846
02/05 10.197
03/05 3.902

04/05: 20.793

05/05: 20.964

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias