Mudança no Shopping Popular pega permissionários de surpresa | Jornal Plural
7 jun 2019 - 21h34

Mudança no Shopping Popular pega permissionários de surpresa

A prefeitura de Curitiba alterou a gestão do Shopping Popular Capão Raso, transferindo a administração do local da Secretaria Municipal do Abastecimento (SMAB)  para a…

A prefeitura de Curitiba alterou a gestão do Shopping Popular Capão Raso, transferindo a administração do local da Secretaria Municipal do Abastecimento (SMAB)  para a URBS. O processo de alteração na rotina do local já vinha acontecendo, mas um decreto publicado nesta sexta-feira (7), surpreendeu os permissionários do local. No texto está estipulado um prazo de 30 dias para que os permissionários apresentem documentação para celebração de novo acordo de cessão com a Urvs, uma vez que os acordos com a SMAB perderem o efeito.

O decreto também determinou um prazo de 15 dias para que cinco produtores rurais que vendem produtos às sextas e sábados no local desocupem o espaço.

Segundo Márcia Ferreira, que tem uma banca de verduras no local e foi apontada por outros comerciantes como líder dos permissionários, o local tem sofrido mudanças na gestão da limpeza, administração e segurança. Mas antes da publicação do decreto ninguém os havia alertado da mudança. “Trinta dias é pouco tempo para a gente decidir [se vai ficar] e apresentar a documentação”, reclama.

Nesta sexta, o vereador Tico Kuzma esteve no local conversando com os permissionários e, segundo Márcia, prometeu que haveria uma reunião com a prefeitura na semana que vem.

Questionada, a Urbs respondeu em nota que já haviam sido feitas reuniões com os comerciantes. “Cabe ressaltar que assuntos relacionados à gestão do espaço foram amplamente debatidos e, inclusive, nesta sexta-feira, dia 7 de junho, representantes da Urbs se reuniram com os permissionários. Uma nova reunião será realizada na próxima semana para que mais esclarecimentos
sejam prestados”, diz o texto.

Para Márcia, além do prazo apertado, há o temor de que a taxa paga pela permissão de uso aumente. Ela contou para a reportagem do Plural que o movimento no local diminuiu desde que a integração com o terminal do Capão Raso passou a ser feita só com o cartão transporte. “A maioria das pessoas não tem nem os R$ 100 para comprar crédito no cartão”, disse.

Para a Urbs, a mudança no local deverá revitalizar o shopping. A nova administração promete investir R$ 500 mil na reforma do espaço “revitalizando e tornando o local mais atrativo para frequentadores, comerciantes e produtores”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias