19 out 2021 - 17h36

Moradores de parte da Vila Torres estão há seis dias sem água

Segundo a Sanepar, técnicos estão trabalhando no local, mas não há previsão de regularização do serviço

Há seis dias, cerca de 20 casas da Vila Torres estão sem água. Segundo a Sanepar, o problema pode ter a ver com a baixa pressão causada por um vazamento, mas ainda não há previsão de retomada do serviço.

“Estamos sem poder dar descarga nos dejetos, cozinhar, fazer higiene bucal, tomar banho, lavar louça, qualquer coisa. Um caos”, descreve o empresário Cleber Sá dos Santos, que mora na marginal da Av. Comendador Franco há sete anos e administra uma empresa social focada em geração de renda para a comunidade. 

Para manter as atividades básicas da família funcionando, ele conta com a solidariedade dos vizinhos. “O problema atingiu meio quarteirão. Aqui em casa, temos esses tambores de água mineral que a gente já usa pra fazer estoque, e depois de seis dias de seca, hoje eu saí pedindo à vizinhança pra encher dois deles.”

A água coletada foi suficiente para cozinhar e deixar a casa razoavelmente limpa. “A roupa ainda está suja, estamos sem banho, está bem difícil de administrar”, desabafa o empresário. “A Sanepar manda os técnicos pra cá, eles não resolvem o problema e não dão satisfação. Gastamos bastante tempo procurando informação, fazendo ligação, anotando protocolo, e acaba que nada resolve.”

Baixa pressão

Ao Plural, a Sanepar disse que recebeu nove reclamações de moradores nos últimos dias e enviou técnicos para a Vila Torres. “Estamos com um problema de baixa pressão. Provavelmente há um vazamento oculto (que não aflora). Estamos com as equipes de pesquisa de vazamento no local.” Segundo a assessoria da empresa, 20 casas, ao longo de duas quadras, foram atingidas pelo desabastecimento. “Elas estão com 4 e 6 de pressão. Nas outras, pressão normal.” 

A reportagem solicitou à Sanepar uma previsão de normalização do serviço, mas não recebeu uma data. “Quando o vazamento for encontrado, será feita a manutenção”, foi a resposta.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Radiocaos Convescote

Neste episódio os textos e ideias prazerosas de Otto Leopoldo Winck, William Cruzoé Teca, Guilherme Zarvos, Sergio Viralobos, Edilson Del Grossi, Gabriele Gomes, Bernardo Pellegrini, Amarildo Anzolin, Francisco Cardoso de Araujo, Marielle Loyola, Flavio Jacobsen, Maurício Popija, Adriano Samniotto, Leonard Cohen, Wally Salomão, Natalia Barros, Trin London, Daniel Quaranta, Marcelo Brum-Lemos, Michel Melamed, Julio Cortazar, Mauricio Pereira, entre outros não menos alvissareiros.

Redação Plural.jor.br