Justiça suspende 50% de mensalidade da UP | Jornal Plural
21 jul 2020 - 19h12

Justiça suspende 50% de mensalidade da UP

Valores suspensos poderão ser cobrados no fim do contrato, sem juros e sem reajustes

Uma estudante de Direito da Universidade Positivo (UP) conseguiu na Justiça suspender 50% do valor da mensalidade do curso. A decisão da juíza Marcela Simonard Loureiro Cesar da Vara Cível de Campina Grande do Sul foi emitida no último dia 16 de julho e determina que o pagamento de metade da mensalidade seja suspenso enquanto durar o ensino remoto.

A estudante é bolsista e paga a faculdade com parte do valor de pensão pago pelo pai, que perdeu renda por causa da pandemia e passou a realizar apenas parte do pagamento. Sem recursos e sem conseguir negociar com a Universidade, a aluna recorreu à justiça.

Pela decisão os valores suspensos poderão ser cobrados pela instituição no fim do curso sem correção nem juros. Segundo a advogada Patrícia Monteiro de Lara, responsável pela ação, a aluna está aguardando a notificação da UP para solicitar a cobrança já com a suspensão do valor.

A Positivo tem 15 dias úteis para recorrer da decisão.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias