Índios tomam sede de ministério contra política de Bolsonaro | Jornal Plural
Clube Kotter
26 mar 2019 - 14h38

Índios tomam sede de ministério contra política de Bolsonaro

Na segunda, um grupo de índios também tomou a ponte em Guaíra que liga o Paraná ao Mato Gross

Lideranças indígenas do Paraná ocupam desde o início desta terça-feira a sede do Ministério da Saúde, em Curitiba. Os índios, de várias etnias, já haviam tomado na segunda a sede da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). Na terça, chegaram antes da sede do ministério, na Cândido Lopes, abrir, às 7h30, e não deixaram que o expediente iniciasse.

Os indígenas protestam contra medidas anunciadas pelo ministro da Saúde do governo de Jair Bolsonaro (PSL), Luiz Henrique Mandetta, no último dia 20. O governo afirmou que irá municipalizar os serviços de saúde para os índios. Hoje, os indígenas reclamam de demora no atendimento e dizem que a tendência é que a situação piore com as novas regras.

Senadores conseguiram agenda com o ministro da Saúde para esta quarta. Enquanto isso, a ocupação da sede em Curitiba deve continuar.

A proposta prevê a extinção da Sesai, que passaria a atuar como um departamento, incorporando os serviços destinados às aldeias a uma nova Secretaria Nacional da Atenção Primária.

Na segunda, um grupo de índios também tomou a ponte em Guaíra, que liga o Paraná ao Mato Grosso, em protesto contra as novas políticas de Bolsonaro. A ação congestionou a ponte Ayrton Senna, na BR-163.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias