Governo do Paraná deixa de retransmitir TV Cultura, e feito soa como político | Jornal Plural
27 maio 2021 - 20h17

Governo do Paraná deixa de retransmitir TV Cultura, e feito soa como político

Gestão de Ratinho Jr. nega conflito e afirma que descontinuidade é só por fim de contrato

A partir da próxima terça-feira (1º), a emissora do governo do Paraná, a Paraná Turismo (antiga TV Paraná Educativa), não vai mais retransmitir a programação da TV Cultura, de São Paulo. Na capital e região metropolitana, o conteúdo migrará para o Super Canal 13 Curitiba, em frequência outorgada pelo Ministério das Comunicações a favor do Grupo Uninter, do ex-deputado paranaense Wilson Picler.

A mudança chegou de surpresa, e apesar de o governo rechaçar a versão – afirma se tratar apenas de fim de contrato –, fontes ouvidas pelo Plural acreditam que a reconfiguração seja reflexo de uma movimentação política com olhos em 2022, justamente por envolver figuras políticas importantes para o cenário eleitoral do próximo ano.

Núcleo da Fundação Padre Anchieta, a TV Cultura é mantida pelo governo de São Paulo que, atualmente sob a gestão de João Dória (PSDB), lidera extraoficialmente o bloco de governadores de oposição a Jair Bolsonaro (sem partido). Entre os chefes de Executivo, Ratinho Jr. (PSD) é um dos poucos ainda alinhado à Brasília e que não faz parte do conjunto. Das várias manifestações elaboradas pelo grupo contra a atuação do Governo Federal na pandemia, por exemplo, foram poucas às quais o paranaense se juntou. A primeira delas apenas em março deste ano, após Bolsonaro culpar os Estados por uma nova onda da crise sanitária.

“Na minha avaliação inicial [a descontinuidade] é por conta dessa relação política. O Dória, embora não tenha se colocado ainda, vai ser adversário do Bolsonaro de qualquer jeito. E [manter o contrato] é uma questão de você fortalecer um instrumento que, em tese, é do seu adversário”, avalia um interlocutor.

Outra fonte com a qual a reportagem conversou disse que a notícia da “desfiliação” pegou muita gente de surpresa, inclusive dentro do próprio governo. Pela manhã, muitos deputados ainda tentavam entender as questões por trás da mudança – já que o episódio ainda não ganhou publicidade. Mesmo dentro da emissora, uma parte dos funcionários só ficou sabendo do fim da parceria na semana passada.

Apesar disso, a Uninter vinha costurando tratativas com a Fundação Padre Anchieta há cerca de três meses, afirmou o presidente do conselho do Super Canal 13 Curitiba, João Carlos Peters. À reportagem, o executivo disse que a emissora foi convidada pela TV Cultura para ser a nova filiada, depois de a tevê do governo paranaense passar por uma mudança de perfil e se deslocar das propostas da entidade paulista.

“A Paraná Turismo tem uma outra vocação, que é turismo no Paraná e que não era exatamente o que prezavam os acordos anteriores, de outros governos até, com a relação de afiliada com a TV Cultura. Essa nova estratégia do governo do Paraná de adotar uma autonomia para o seu canal fez a Fundação procurar um outro parceiro”, disse Peters.

Contudo, segundo o executivo, a descontinuidade se resume à uma decisão “estratégica e consensual” e não tem ligação com decisões políticas.

“De um lado o governo do Paraná que ter sua própria TV, segmentada no turismo. Por outro, a TV Cultura quer ter parceiros de formas diferentes, que cumpram as suas exigências contratuais”, disse.

A gestão de Ratinho Jr., no entanto, afirma que o fim da parceria entre as emissoras tem a ver exclusivamente com o término contrato vigente – válido até o próximo dia 31 de maio – e com a impossibilidade do Executivo de atender às propostas da Fundação Padre Anchieta para a renovação do documento.

De acordo com o presidente da Paraná Turismo, Ruy Façanario, por causa das novas condições colocadas à mesa, foi o governo paranaense quem decidiu não dar continuidade à retransmissão.

“Com a Uninter, eles fizeram um contrato que envolve questões financeiras, questões comerciais, e nós não temos condições disso”, disse Façanario, rebatendo as hipóteses de faíscas políticas no meio da negociação. “Muito pelo contrário. As tevês são parceiras e trabalham muito bem juntas”.

Com a mudança, a grade da Paraná Turismo seguirá com adaptações a partir de terça-feira. A emissora trabalha em um jornal noturno próprio – hoje, a parte jornalística tem apenas inserções de boletins informativos ao longo da programação –, e programas com apelo turístico devem ser reforçados.

A programação da TV Cultura, por sua vez, passará para o canal 13.1. Nos primeiros 30 dias de funcionamento, o Super Canal 13 Curitiba transmitirá exclusivamente a programação da emissora da Fundação Anchieta e, depois, entrará na grande com produções voltadas para Educação, Tecnologia e Meio Ambiente e também para o público infantil – grande chamariz da TV Cultura.

A Fundação Padre Anchieta não retornou aos contatos feitos pela reportagem.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

25 comentários sobre “Governo do Paraná deixa de retransmitir TV Cultura, e feito soa como político

  1. Menos mal. No novo canal poderemos ver mais a TV Cultura e não precisaremos ficar vendo essa “puxação de saco” do Ratinho, esse político medíocre, que é a negação da Política.

  2. É um puxasaco mas nos paranaenses estamos quase recebendo menos de 1milhão de doses em comparação com o Rio Grande do Sul e temos uma população um pouco maios ou igual a deles, e fica quieto….

    1. Vergonhoso, deixar de transmitir o jornal da cultura. Sem dúvida é perseguição política!
      Ratinho e Bolsonaro são farinha do mesmo saco.

    2. Sem dúvida nenhuma, Ratinho mostrando seu lado bozo, tirando do ar o jornal que fala o que o povo quer ouvir a verdade sobre este governo podre e autoritário que temos em nosso país

  3. Esse governador é um bolsonarista de carteirinha..e igual ou pior que o bozo…porque quem segue essa seita, não tem crédito nenhum..

  4. Esse roedor de estimação do bolsonaro esta prestando um papel vergonhoso, é mais um puxa saco. Mas da para assistir internet acesse tv Cultura ao vivo, assim você fica bem informado, coisa que o roedor não quer.

  5. Interessante é que o canal não existe no plano básico de canais ao se consultar o sistema da Anatel. Nem em Curitiba nem em outras cidades vizinhas…. Será clandestina a operação com a palavra a fiscalização…

  6. Sem surpresas, com esse governo estadual e Federal, as armas para a manipulação são a desinformação, a mentira, a dissimulação. Com pessoas desse tipo não há como esperar mais do que isso.

  7. Lamentável! Eu gosto muito do Jornal da Cultura. Continuarei assistindo pelo YouTube. Não precisarei mais ouvir as propagandas desse governo do Paraná que, pelas propagandas, é o máximo.

  8. É lamentável o governo não ter renovado o contrato com a TV Cultura!
    Pelo menos poderiam acordar p/ transmitir o Jornal (2° edição ) e o “Roda Viva”!
    Até dá p/ entender a intenção do governo de ter autonomia p/ gerenciar sua programação, voltada p/ o turismo, mas poderia rever esta situação!
    Deve ter “faíscas políticas” nesta questão … não tenho dúvidas!
    Apesar de td, aprecio mto a programação da TV Paraná Turismo, pois valoriza o nosso Estado, revelando belezas mtas vezes por nós desconhecidas!

  9. Lamentável essa decisão do governo paranaese, por motivos politicos e por proximidade com um governo federal obscurantista, fascista e negacionista, priva o povo do Paraná de uma programação de primeira-linha, incluindo o jornal da cultura.. Lamentável!

  10. A TV Cultura sempre sofreu por pressões políticas no Paraná. Foi assim, desde Jaime Lerner, passando por Requião, Beto Richa e agora Carlos Massa Jr. Agora vemos que estamos prestes a entrar em um ditadura, começam com a liberdade de imprensa depois perseguição a opositores. Desse jeito não vai demorar muito para os jairzistas começarem a perseguir quem é contra o governo.

  11. Muito triste que não temos opções !
    Um grande jornal e programação direcionada a cultura mas o SBT é mais importante e o negacionismo !
    Mas vamos esperar que essa cambada irá sumir!

  12. Ratinho e Bozo que se lasquem! TV Cultura também passa no Youtube, passa nas IPTVs. Sem opção de acessar eu não fico. É legal conhecer o Paraná mas já está repetindo demais a grade nesta pandemia, parece uma playlist de programas em loop infinito… Assim, o canal 9 praticamente morreu para mim. Vamos para o canal 13 (Aliás, ótimo número para muita coisa… #ficadica)

  13. Palhaçada esse governo do ratinho , melhor jornal só fala a verdade só que nesse país quem fala a verdade não presta e depois dizem que é do povo mentira .

  14. Vergonhoso ratinho o melhor jornal da tevê…perdeu meu voto pura perseguição não gosta de ouvir a verdade devoto do presidente

  15. Não vou deixar de assistir um dos melhores jornais. Acesse na Internet pela sua televisão ou no seu computador digitando no Google tv cultura online.
    O único que vai perder com isso é o governador do Paraná. Lamentável!

  16. Lamentável atitude do governador, mostra sua pouca experiência política e sua imaturidade!! Uma criança brincando de governador!!!

  17. Incrível como esse Bolsonaro e Ratinho Silvio Santos querem tomar o país, mas não vão conseguir os verdadeiros jornalistas não irao deixar.

  18. Governo sem noção… claro que teve cunho politico deliberado. Um jornal excelente, que fala a VERDADE dia a quem doer. Governador puxa saco que deveria cuidar dos paranaenses e parar de babar ovo….. safadeza na política por TODOS os lados. Mas a nossa arma é o VOTO CONSCIENTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias