Associação acusa iFood de práticas abusivas | Jornal Plural
12 mar 2020 - 21h20

Associação acusa iFood de práticas abusivas

Associação relata diversos problemas entre aplicativo e restaurantes

Nesta quinta-feira (12), a Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) protocolou na Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná (SEJU), uma denúncia contra o iFood. O documento relata práticas abusivas por parte da empresa, como a demora no repasse dos pagamentos feitos pelos clientes ao aplicativo, e a cobrança de taxas consideradas pela entidade como abusivas.

“Consideramos essas taxas fora da realidade de mercado, já que cobram 27% a 30% do lucro dos restaurantes”, diz o presidente da Abrabar, Fabio Aguayo. Além da via judicial, a entidade também tenta negociar por meio do Procon Paraná.

Embora não constem no documento protocolado esta semana, Fabio relata que há outros problemas ligados à dinâmica do aplicativo: “Quem entra não consegue mais sair”, ressalta o presidente. A tensão quanto aos problemas ficou mais latente com o avanço do corona vírus, sobretudo, no Brasil. “Detectamos que nos outros lugares as pessoas recorreram aos aplicativos”, explica Aguayo.

De acordo com o representante, não se trata de uma luta contra esses meios de serviço, mas de tornar sua ação mais transparente e regulamentada. “Entendemos que essas ferramentas só vão crescer”, salienta. Há preocupações também com o precariedade que a falta de regulamentação traz – tanto para restaurantes, quanto para entregadores. “Queremos proteger o entregador, e o nosso negócio”, diz.

A ideia das ações é que, a longo prazo a regulamentação dos aplicativos aconteça por vias estaduais e municipais. De acordo com o presidente, das cerca de 670 empresas associadas à Abrabar no Paraná, mais de 60 informaram ter problemas com a dinâmica do iFood.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos:

Últimas Notícias