Em salto jamais visto em três meses de pandemia, Curitiba registra 510 confirmações de Covid-19 | Jornal Plural
16 jun 2020 - 18h20

Em salto jamais visto em três meses de pandemia, Curitiba registra 510 confirmações de Covid-19

Salto se deve, segundo Secretaria Municipal de Saúde, a resultados acessados em bloco. Total passa dos 2.300 infectados

ATENÇÃO! A divergência entre dados municipais e estaduais acontece pois não há um sistema integrado das informações. Além disso, os critérios de divulgação da Secretaria da Saúde do Paraná e da Secretária Municipal de Saúde são diferentes. Mais detalhes em breve.

Nesta terça-feira (16/6), a Secretaria Municipal de Curitiba registrou 510 novos casos de infecção pelo coronavírus na cidade. Segundo a médica infectologista, Marion Burger, 82 são testes feitos diariamente, e 428 casos se referem a um bloco de exames feitos desde as primeiras semanas de junho, e disponibilizados apenas agora. Todos são casos ativos da doença, diagnosticados por meio da detecção do vírus. Curitiba soma, agora, 2.375 notificações da doença.

“Esses casos não estavam dentro do nossos casos até agora divulgados porque os resultados foram acessado em bloco, e disponibilizados no sistema do laboratório que o realizou e foram colocados em bloco – como já fizemos com outros blocos de resultados positivo”, justificou a infectologista.

Além do salto de confirmações, a cidade registrou outros seis óbitos: quatro mulheres, de 59, 73, 87 e 89 anos, todas com doenças crônicas. Faleceram também dois homens, um de 65 anos; e outro de 46 anos cujo quadro evoluiu para o óbito em menos de 24 horas de internação. Ao todo, são 89 óbitos de residentes.

Há, ainda, 188 internados: 78 casos graves em UTI e 15 pacientes fazendo uso de respiradores. Curitiba tem, também, 2.511 casos descartados, 495 suspeitos, e 1.467 recuperados.

Paraná também bate recordes

O Paraná chegou nesta terça-feira (16/6) a 841 novos diagnósticos positivos de infectados pelo novo coronavírus e 30 óbitos decorrentes de complicações da doença. São os maiores registros desde o primeiro informe com casos confirmados (12 de março), há 97 dias. O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) indica um total de 10.557 pessoas infectadas no Paraná e 364 óbitos.

As 30 mortes ocorreram em 12 municípios entre 30 de maio e 16 de junho: Andirá, Cascavel, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Curitiba, Guarapuava, Leópolis, Londrina, Pontal do Paraná, Rancho Alegre, Santa Mariana e Sertaneja. Os falecidos são 11 mulheres e 19 homens, entre 56 e 90 anos.

O maior registro é de Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro, com nove óbitos, mas decorrente de atraso de envio de informações para o sistema da Secretaria de Estado da Saúde por parte da 18ª Regional de Saúde. As mortes no município foram registradas entre 30 de maio e 15 de junho.

As regiões do Estado mais afetadas pelo coronavírus, até o momento, também registraram números expressivos de óbitos. Curitiba e Londrina tiveram 4 novos casos cada e Cascavel 3. As três regionais são as que registram os maiores números de casos e de óbitos no Paraná. Em Curitiba os óbitos ocorreram entre os dias 12 e 13 de junho, em Londrina entre 14 e 16 de junho e Cascavel de 13 a 15 de junho.

RECORDES ANTERIORES – Os recordes anteriores de casos e óbitos num mesmo dia ocorreram na semana passada. No dia 10 de junho foram 22 óbitos e no dia 11 de junho 627 casos. No dia 13 de junho foram 533 casos e 18 óbitos, os segundos registros mais altos até então.

MUNICÍPIOS – Segundo o boletim, 308 cidades paranaenses (77%) têm ao menos um caso confirmado de Covid-19. Alto Piquiri, Altônia, Inajá, Lidianópolis e São Sebastião da Amoreira registraram os primeiros casos nesta terça-feira. Em 111 municípios (27,8%) há óbitos pela doença.

INTERNADOS – São 368 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 internados: 262 estão em leitos SUS (113 em UTI e 149 em leitos clínicos/enfermaria) e 106 em leitos da rede particular (39 em UTI e 67 em leitos clínicos/enfermaria). Há outros 885 pacientes em leitos UTI e enfermaria que aguardam resultados de exames. Eles são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

LEITOS – Apesar desse cenário, o Paraná ainda mantém – segundo a Sesa – taxa controlada de ocupação em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para adultos, atualmente de 58%, e de enfermarias, também para adultos, de 35%. Em relação a UTIs e enfermarias, os maiores índices de ocupação estão na macrorregião Leste, que vai do Centro-Sul ao Litoral, passando por Curitiba e Região Metropolitana, com taxas de 74% e 41%, respectivamente. A taxa de ocupação de UTIs pediátricas é de 22% e de enfermarias pediátricas de 21%.

RAIO-X – Segundo o boletim epidemiológico, a população economicamente ativa continua sendo a mais impactada pelos casos no Paraná. São 7.552 entre os 10.557 casos (71%) entre pessoas com 20 a 59 anos. Um dado preocupante é a quantidade de crianças e adolescentes que contraíram a doença no Estado. Foram 652 entre zero e 19 anos, correspondente a 6,1%.

TESTES – Os casos têm escalado com mais intensidade nas últimas semanas no Estado em razão do aumento na quantidade de testes. Houve crescimento de 28% no número de casos e de 34% no número de óbitos na comparação das últimas semanas epidemiológicas.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento diário da Secretaria da Saúde já registra 133 casos de residentes de fora, sendo dez nas últimas 24 horas. Oito pessoas morreram.

AJUSTES – Um caso confirmado em 01 de junho em Cornélio Procópio foi transferido para Santa Mariana. Um caso confirmado no dia 10 de junho em Araucária foi transferido para Curitiba. Um caso confirmado no dia 11, em Rio Branco do Sul, foi transferido para Piraquara. Uma confirmação feita 12 de junho, em Curitiba, foi transferido para Colombo; outro confirmado dia 09, em Ponta Grossa foi transferido para Curitiba. Um caso confirmado na data de 02 de junho, em Campo, Largo foi transferido para Ponta Grossa.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos:

Últimas Notícias