Defensoria quer saber quem autorizou a Guarda Municipal a usar força letal no Largo da Ordem - Jornal Plural
15 set 2021 - 20h13

Defensoria quer saber quem autorizou a Guarda Municipal a usar força letal no Largo da Ordem

Defensores também solicitaram imagens da região onde Mateus Noga foi assassinado no último sábado (11)

O Núcleo de Política Criminal e Execução Penal (NUPEP) da Defensoria Pública do Paraná informou que requereu, via ofício, informações acerca da ação da Guarda Municipal (GM) que culminou no assassinato de Mateus Noga, no Largo da Ordem.

O documento, endereçado ao secretário municipal de Defesa Social e Trânsito de Curitiba, Péricles de Matos, pergunta se havia autorização formal para uso de força letal na ação. Os defensores questionam que tipo de armas e munição estão à disposição dos guardas, quais são os contratos ativos ou procedimentos licitatórios abertos para aquisição de armamento, se o uso é fiscalizado e se os profissionais passam por treinamento. Imagens das câmeras de videomonitoramento do local também foram solicitadas. Até o momento, não houve resposta.

A Defensoria ainda entrou em contato com os pais da vítima, a fim de oferecer suporte. “Enviamos uma mensagem expressando condolências e nos colocando à disposição da família para auxílio técnico no acompanhamento e eventuais outras providências que a família decida tomar”, disse André Giamberardino, coordenador do NUPEP. “Eles informaram que constituíram advogado. Vamos acompanhar de todo modo visando discutir a questão do uso da força letal por parte da GM, sobretudo em situações de tumulto.”

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

2 comentários sobre “Defensoria quer saber quem autorizou a Guarda Municipal a usar força letal no Largo da Ordem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias