Curitiba vai ampliar testes para covid-19 | Jornal Plural
Clube Kotter
2 jun 2020 - 21h18

Curitiba vai ampliar testes para covid-19

Greca anuncia testagem em massa para grupos de risco e profissionais da saúde e da segurança. Prefeitura recebeu 55 mil exames rápidos

Desde o início da pandemia, em março, Curitiba realizou 11 mil testes para coronavírus. Com a curva crescendo, a Prefeitura anunciou, nesta terça-feira (2), a ampliação da testagem para 55 mil e diz que irá avaliar todos os profissionais da linha de frente do combate à doença, assim como pessoas do grupo de risco, mesmo com sintomas leves.

“Anunciamos a testagem em massa dos grupos de risco e da população de risco de Curitiba. Recebemos 55 mil testes sorológicos e PCR e vamos aplicar no enfrentamento do vírus”, disse o prefeito Rafael Greca (DEM), durante a live de hoje.

A secretária de Saúde, Márcia Huçulak, prefere não chamar de testagem em massa. “O que estamos fazendo é ampliando um programa de testagem. Fizemos 11 mil e vamos ampliar pra 55 mil, em 60 dias, fora o PCR, que depende dos sintomas. Faremos em pessoas expostas ao vírus, como profissionais de saúde, tanto pública quanto privada, guardas municipais, agentes funerários, servidores do armazém da família, da FAS (Fundação de Ação Social), educadores sociais, motoristas e cobradores.”

Agora, mesmo com sintomas leves, eles poderão fazer o exame. Antes, ele só era realizado em pacientes internados ou em caso de óbito.

“A testagem sorológica vai delimitar qual o grau de transmissão na Cidade e saber quem são os que já tiveram a infecção e desenvolveram anticorpos, e que podem trabalhar com grau de segurança maior”, explica a secretária de Saúde, lembrando que ainda não se sabe se os já infectados estão realmente imunes.

A disponibilização dos testes veio no momento oportuno, assegura Márcia. “Não adiantava fazer antes. Nossa circulação do vírus para o sorológico ainda é baixa. Não há justificativa epidemiológica para testar todos, por isso estamos priorizando os grupos expostos, pois temos mais chances de achar os positivos que precisamos isolar.”

Os testes rápidos vieram do governo federal e também da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) – que anunciou um aumento de 60% na circulação do vírus no Estado, só na última semana. Em Curitiba, segundo a Prefeitura, a média de contaminação se mantém em 14 casos por dia.

Boletim

Nesta terça-feira, porém, a Capital registrou 29 novos casos de coronavírus, totalizando 1.158 contaminados. Destes, 42 estão internados, 23 estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e quatro utilizam respiradores.

O novo boletim epidemiológico de Curitiba registra 52 mortes pela doença, sendo dois óbitos nas últimas 24 horas: um homem, de 61 anos, com hipertensão, e uma mulher com 76 anos, em tratamento de câncer.

Outros 371 casos estão em investigação, 2.139 foram descartados e 924 pacientes estão recuperados na Cidade.

Posso fazer o teste?

A secretária de Saúde de Curitiba lembra que, apesar do aumento significativo no número de testes, nem todos os pacientes sintomáticos poderão fazer o exame. Eles serão definidos e agendados pela Secretaria e priorizados para os pacientes com comorbidades, no pós-operatório, idosos ou pessoas que tiveram contato com casos confirmados. Os demais pacientes com sintomas leves devem ligar para o (41) 3350-9000 e serão acompanhados à distância.

“Temos muita contaminação familiar pois na rua as pessoas já se habituaram a usar máscara, mas no contato interno acabam não usando e a transmissão acontece de forma intensa.”

Márcia destaca que, independente da testagem, é necessário manter o isolamento. “Não adianta a vovó ficar em casa e o neto usar o transporte público e ir pra balada e depois abraçar a avó. Não basta o idoso isolado e toda hora ter alguém lá tomando café, dormindo ou visitando. Precisamos quebrar a cadeia de transmissão”, recomenda.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias