Curitiba tem racionamento de água por causa da estiagem | Jornal Plural
Clube Kotter
17 mar 2020 - 15h49

Curitiba tem racionamento de água por causa da estiagem

Regiões inteiras estão ficando 24 horas sem abastecimento, numa espécie de rodízio

Barragem do Iraí: nível chegou a 40%

Falta água em diversos bairros de Curitiba. E a situação não tem data para mudar, uma vez que a estiagem e o déficit de chuvas que vêm desde outubro de 2019 colocam sob pressão os reservatórios da região. Apesar de não chamar de racionamento, a Sanepar está interrompendo o fornecimento de água por 24 horas por toda cidade.

Além de Curitiba, estão sendo afetados também os municípios da Região Metropolitana de Araucária, Campo Magro, Almirante Tamandaré, Fazenda Rio Grande e São José dos Pinhais, que também estão tendo cortes no abastecimento.

O nível da Represa do Iraí, uma das principais da região, chegou a 40% nesta terça. O nível de todo o sistema integrado chegou a 64% apesar das interrupções no abastecimento já estarem em vigor desde a semana passada. A Sanepar também informou que houve redução de 60% na vazão do Rio Miringuava.

Neste dia 17, ficaram sem água Cascatinha (parcial), São João, Butiatuvinha, Lamenha Pequena, Santa Felicidade, Orleans, São Braz, Santo Inácio. O corte no fornecimento começa sempre às 8 horas da manhã, com previsão de normalização às 8 horas do dia seguinte.

Na quarta-feira, dia 18, é a vez de Água Verde, Fanny, Guaira, Parolin, Prado Velho, Cascatinha (parcial), Sta.Felicidade, São Braz, Rebouças, Campo Comprido, Cidade Industrial, Mossunguê ficarem sem abastecimento. O Água Verde volta a ficar sem água no dia 19 junto com Boqueirão, Capão Raso, CIC, Fanny, Fazendinha, Guaira, Hauer, Lindoia, Novo Mundo, Pinheirinho, Portão, Santa Quitéria, Seminário, Vila Izabel, Xaxim.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você entra na nossa lojinha, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos:

Últimas Notícias