Curitiba perde inspetor da GM e policial penal para Covid-19 | Jornal Plural
5 ago 2020 - 21h27

Curitiba perde inspetor da GM e policial penal para Covid-19

Odgar Cardoso foi diretor na Guarda Municipal; Marcelo Tersi era gestor da Cadeia Pública de Curitiba

A Prefeitura de Curitiba decretou luto oficial de três dias pelo falecimento do inspetor Odgar Nunes Cardoso, superintendente da Defesa Social, o servidor teve complicações por conta da Covid-19. Ele estava internado no Hospital Cruz Vermelha e teve uma parada cardíaca. Também faleceu, nesta terça-feira (4), o policial penal Marcelo Tersi. Ele foi a primeira vítima da doença entre a categoria no Paraná.

O prefeito Rafael Greca (DEM) fez uma postagem em seu Facebook lamentando a morte de Cardoso. “Servidor impecável de Curitiba, membro da turma pioneira da GM, em 1988. Odegar fez na Guarda Municipal de Curitiba uma brilhante trajetória profissional ao lado de sua mulher, supervisora Silvia Zoraski, dedicada mãe de seus filhos Helena e Lucas. Tive a honra de contá-lo entre meus grandes amigos. Deus lhe dê eterna recompensa pelo muito que trabalhou para todos”, afirmou.

O superintendente da Guarda Municipal, Carlos Celso dos Santos Junior, também se manifestou sobre a morte do colega e amigo, com quem conviveu ao longo das três últimas décadas. “É um momento muito triste e doloroso, de perda de um profissional e amigo de tanto tempo. Que Deus conforte a família”, falou.

Primeiro policial penal vítima do coronavírus

Na tarde de terça-feira (4), o policial penal Marcelo Tersi, de 43 anos, se tornou a primeira vítima da Covid-19 entre a categoria. Ele morreu após cinco dias internado na UTI do Hospital Santa Casa.

Colegas fizeram um cortejo hoje (5) pela manhã, em direção ao Cemitério Municipal Jardim Independência, em Araucária, na Região Metropolitana. Tersi trabalhou na Penitenciária Estadual de Piraquara e na Casa de Custódia de Curitiba. Atualmente, estava lotado na Cadeia Pública de Curitiba (sob gestão do DEPEN).

O Sindicato dos Policiais Penais do Paraná ( Sindarspen) destaca que, desde o início da pandemia, vem exigindo a efetivação de protocolos mais rígidos de cuidados com a Covid-19. O sindicato pede que os órgãos de segurança e saúde realizem testagem em massa e cumpram as próprias resoluções de prevenção nas unidades penais.

De acordo com o Mapa de Monitoramento da Prevenção ao Coronavírus, do sindicato, são 140 policiais penais com a doença no Paraná. Este foi o primeiro óbito pela doença entre a categoria no Estado.

Marcelo Tersi. Foto: Depen

Segurança lamenta

A Secretaria da Segurança Pública lamentou a morte do policial penal Marcelo Tersi. Vítima da Covid-19, o servidor atuava há quase 15 anos no Depen do Paraná. Profissional de destaque, atualmente era gestor da Cadeia Pública de Curitiba. O falecimento foi nesta terça-feira (4), no Hospital Santa Casa de Curitiba. Aos 43 anos, Tersi deixa esposa e três filhas.

”Que Deus dê força aos familiares e amigos, que Ele ilumine o coração de todos, principalmente das filhas, afinal, perder um pai jamais será fácil. Infelizmente, este vírus que tem assolado o mundo fez mais esta vítima. Sabemos que Tersi fará muita falta, pois era muito bem quisto por seus companheiros de vida e de de trabalho”, disse o secretário da Segurança Pública, coronel Romulo Marinho Soares.

“O Departamento Penitenciário do Paraná manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento do policial penal Marcelo Tersi, vítima da Covid-19. O policial de 43 anos trabalhava no Depen há 12 anos e atualmente era gestor da Cadeia Pública de Curitiba. Neste momento de dor, o Depen-PR se solidariza com familiares e amigos, e expressa as mais sinceras condolências pela perda.”

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias