Curitiba imunizou 12% dos grupos prioritários convocados | Jornal Plural
29 mar 2021 - 20h45

Curitiba imunizou 12% dos grupos prioritários convocados

No ritmo atual, Curitiba deve levar mais três meses para imunizar todas as pessoas da fase 1

Dos 393 mil curitibanos que estão na primeira fase de vacinação contra a Covid-19, apenas 12% já está imunizada, segundo dados divulgados pela Prefeitura de Curitiba. A cidade vacinou com a primeira dose 49% da população estipulada do grupo que inclui idosos com mais de 60 anos, profissionais da saúde, pessoas em instituições de longa permanência e indígenas.

Entre os grupos da primeira fase, o maior percentual de imunização é dos indígenas: 95%. Depois está a população de instituições de longa permanência, 38% imunizada e os profissionais de saúde, com 38% imunizados.

Entre os idosos nem todos foram convocados ainda. A cidade deve vacinar, em 30 de março, pessoas com 68 anos completos. O público estimado entre 60 anos e mais é de 313 mil pessoas, das quais 41% já receberam a primeira dose e 6% estão completamente imunizados.

Ainda segundo dados da Prefeitura, a cidade já usou 83% das doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde para primeira aplicação (232.740) e 77% das reservadas para segunda dose (61.820). Para vacinar todas as pessoas do público estimado na primeira fase, a Capital teria que receber 787 mil doses, mas até o momento só foram entregues 37% disso.

No ritmo atual, Curitiba está vacinando uma média de 3,5 mil pessoas por dia desde o início da campanha, em 20 de janeiro de 2021. Mas teria que ter vacinado quase o dobro disso para já ter terminado de imunizar todos os 393 mil curitibanos previstos na primeira fase.

No ritmo atual, a Cidade deve levar mais três meses para concluir a aplicação de todas as duas doses nas 345 mil pessoas da fase 1 que ainda não estão imunizadas. Para vacinar totalmente 1,2 milhão de pessoas da cidade que fazem parte de grupos prioritários, seriam necessários nove meses e meio, supondo que existam todas as 2,4 milhões de doses da vacina disponíveis.

Pelo plano de vacinação da Capital, após a conclusão desta fase, a Secretaria Municipal de Saúde deverá convocar as pessoas vulneráveis ou com comorbidades listadas no Plano Nacional de Imunização.

Na situação atual, se considerarmos a população da cidade como um todo, apenas 2,5% está imunizada, 7,5% recebeu a primeira dose e 52% está entre os grupos prioritários, mas ainda não foi vacinado.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

3 comentários sobre “Curitiba imunizou 12% dos grupos prioritários convocados

  1. Em se tratando de matéria periódica está bem mas e as outras pessoas prioritárias 67 66 65 64 63 61 60.
    Quando seram imunizados.
    Porquê creio más vacinados menos doentes ou óbtos.

  2. Agora estou preocupada a vacina foi suspensa para primeira dose da faixa etária 60ao69 sabemos Deus quando vai começar novamente, acho que a nossa vacina foi usada pra segunda dose dos que já receberam a primeira dose, não é fácil daí ficamos nessa agonia,e sem o direito de ir e vir, tipo com as mãos atadas enquanto não se vacina, só Deus na causa, depois falam paciência paciência,eu acho quem está com muita paciência é esses governantes pra imunização do povo.

    1. Oi Silmara, a princípio a segunda dose de quem já foi imunizado estão reservadas. Tanto que a aplicação dessas segundas doses está mantida, mesmo com a suspensão da vacinação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias