Conselho tutelar: Julgamento de impugnações atrasa e revolta candidatos | Jornal Plural
25 out 2019 - 14h20

Conselho tutelar: Julgamento de impugnações atrasa e revolta candidatos

Atraso faz Comtiba adiar audiências para segunda, dia 28

Conselheiros eleitos e candidatos a conselheiros tutelares nas eleições deste ano nas regionais do Boa Vista, Santa Felicidade e Tatuquara enfrentaram atrasos e muita confusão na manhã desse dia 25 de outubro. Chamada a apresentar defesa e testemunhas em processos de impugnação de candidatura, a maioria chegou antes das 9 horas, mas às 14 não havia ainda sido recebida pelo Conselho.

As demais audiências previstas para a tarde e noite do dia 25 foram transferidas para segunda, dia 28 de outubro.

A previsão inicial do Conselho Municipal dos Direitos da Infância e Adolescência de Curitiba (Comtiba), responsável pela análise dos casos, era atender os candidatos denunciados das três regionais até o fim da manhã, mas ao meio-dia nem os dois primeiros casos ouvidos haviam sido analisados.

O atraso deixou muitos candidatos irritados. “É um desrespeito. Eu trabalho, estou perdendo meu dia de trabalho, minha testemunha também”, critica Marcia Regina da Silveira, da Regional Santa Felicidade. Ela é uma das 15 denunciadas em um pedido de impugnação que teve como base prints de uma rede social. “É um descaso”, completou Regiane Machado, parte na mesma denúncia.

As candidatas denunciadas no caso alegam que a denúncia usou posts compartilhados por outros como prova de campanha fora do prazo. Num dos casos, o post de uma candidata agradecendo os votos que recebeu no dia 6 de outubro (cujo resultado foi anulado), é usado como prova.

Fome e irritação

O início das audiências sobre pedidos de impugnação de candidaturas estava previsto para às 9 horas, mas só começou muito depois das 10h. Uma das razões do atraso foi a falta de organização nos próprios processos, que só foram arrumados depois do horário previsto para início das atividades.

Com o atraso, muita gente se irritou com a falta de comida no local, uma vez que não podiam se ausentar, sob o risco de perder a convocação para a audiência. Só às duas da tarde integrantes do Conselho liberaram salgadinhos e refrigerantes.

Entre os que aguardavam estava uma candidata da Regional Tatuquara, acompanha da filha de menos de dois meses de idade, que também não pode almoçar. Diante da demora, outros candidatos se organizaram para comprar marmitas.

Resultado

Às duas horas, um dos únicos casos concluídos era das conselheiras eleitas do Boa Vista, Aline Castro e Rosana Kloster. Ambas foram denunciadas por um vídeo na qual aparecem comemorando o resultado da eleição do dia 6. Segundo Rosana, o vídeo era privado, foi enviado apenas para pessoas próximas, mas acabou sendo divulgado publicamente.

O Comtiba decidiu por rejeitar o pedido de impugnação. Com isso ambas, que foram eleitas pela primeira vez, vão assumir o cargo no próximo dia 10 de janeiro. Outro processo julgou procedente o pedido de impugnação contra Kauana Lopes Maia, do Tatuquara, por transporte ilegal de eleitores. Cabe recurso à plenária do Comtiba.

O Plural tentou acesso a outros processos de impugnação julgados, mas foi impedido sem nenhuma razão pelos membros do Comtiba.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você entra na nossa lojinha, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias