Câmara aprova que contribuinte pague dívidas de empresas de ônibus - Jornal Plural
27 set 2021 - 17h54

Câmara aprova que contribuinte pague dívidas de empresas de ônibus

Base do prefeito Rafael Greca renova modelo emergencial de pagamento a concessionárias

A Câmara Municipal de Curitiba aprovou por maioria, nesta segunda-feira (27), a renovação do modelo emergencial de pagamento das concessionárias de ônibus. A renovação foi aprovada novamente em regime emergencial, sem tempo para maior discussão, como vem acontecendo desde o princípio da pandemia, no primeiro semestre de 2020. Além disso, os vereadores aprovaram o pedido do prefeito Rafael Greca (DEM) para que o município assuma dívidas feitas pelas empresas para renovar a frota de ônibus da cidade – emenda protocolada às 21h13 de sexta-feira (24).

Sem contar o dinheiro para as contas pendentes das empresas, o aval abre sinal verde para que, até fevereiro do ano que vem, a soma dos recursos repassados pela prefeitura às empresas chegue a R$ 400 milhões.

O discurso do presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia, que foi à Câmara defender a aprovação dos benefícios adicionais às empresas de ônibus, seguiu sendo o de que sem a aprovação do modelo defendido por Greca o sistema de transporte coletivo pode sofrer interrupções. No caso do pagamento das dívidas pela renovação da frota, inclusive, a alegação é de que a pandemia tirou dinheiro das empresas, que poderiam ter os veículos apreendidos.

A dívida das empresas para a compra de ônibus foi de R$ 373 milhões. Desde 2009, quando venceram a última licitação da prefeitura, as concessionárias vinham recebendo dinheiro sob a rubrica de “depreciação da frota”. No entanto, as empresas afirmam que a diminuição de passageiros na pandemia foi prejudicial para suas finanças.

A aprovação da emenda que traz ainda mais alívio às concessionárias anula, de certa forma, uma das próprias prerrogativas do projeto, a que liberava a prefeitura de incluir no cálculo do repasse emergencial a amortização da frota. Ou seja, embora a proposta original dispense o município de pagar as parcelas referentes às novas aquisições na frota, agora é Curitiba quem vai pagar pela dívida total da compra.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Um comentário sobre “Câmara aprova que contribuinte pague dívidas de empresas de ônibus

  1. Balela se não aprovassem o projeto e a emenda a tarifa seria de 8,11 imediatamente.
    Mentira deslavada! Alguém acredita que os empresários iriam matar a galinha de ovos de ouro!
    Tem muita mutreta nessa aprovação em regime de urgência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias