Bares e restaurantes querem que Copel e Sanepar não protestem dívidas em cartório | Jornal Plural
21 jul 2021 - 17h02

Bares e restaurantes querem que Copel e Sanepar não protestem dívidas em cartório

Além disso, eles pedem juros baixos para a negociação de dívidas

Afetado fortemente pela pandemia, o setor de bares e restaurantes do Paraná tenta negociar com as empresas públicas fornecedoras de água, luz e gás – Sanepar, Copel e Compagas, respectivamente, melhores condições para a quitação de dívidas. A Abrabar, uma das associações que representa o setor, levou o pleito ao governo do estado.

Os empresários pedem que as empresas públicas não protestem as dívidas em cartório – evitando assim que os bares e restaurantes fiquem com nome sujo e tenham, portanto, dificuldades na obtenção de crédito, entre outras restrições financeiras. Além disso, os representantes do setor pedem redução dos juros nas negociações de contas em atraso.

A Abrabar diz que vai protocolar o pedido formalmente e que não há, por enquanto, uma posição do governo do Paraná sobre o assunto. Nos bastidores, comenta-se que é difícil atender ao pedido por causa de exigências das agências reguladoras.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias