Bancada federal se compromete a favor das federais | Plural
13 maio 2019 - 14h22

Bancada federal se compromete a favor das federais

Três senadores e nove deputados foram a evento a favor das universidades.

Em uma ação raramente vista, as bancadas federais do Paraná se reuniram, na manhã dessa segunda-feira (13), com reitores das instituições Federais paranaenses. Apesar das diferenças ideológicas, há unanimidade quanto à necessidade de diálogo e revisão dos cortes federais na área da educação.

Além dos três senadores do estado, Alvaro Dias (PODE), Flávio Arns (Rede) e Oriovisto Guimarães (PODE), também estiveram presentes nove deputados Federais:  Aliel Machado (PSB), Gustavo Fruet (PDT), Luciano Ducci (PSB), Luizão Goulart (PRB), Reinhold Stephanes Junior (PSD), Rubens Bueno (Cidadania), Sérgio Souza (MDB), Schiavinato (PP) e Toninho Wandscheer (PROS).

Por razões de agenda, os deputados Christiane Yared (PR), Enio Verri (PT), Evandro Roman (PSD), Gleisi Hoffmann (PT), Leandre (PV), Luisa Canziani (PV), e Zeca Dirceu (PT) não puderam comparecer, mas registraram apoio à causa.

Ao longo da conversa, os reitores salientaram a extensão dos problemas causados pelos cortes determinados pelo Ministério da Educação, e também pontuaram a existência de notícias falsas permeando o debate público do tema. “Nos colocamos à disposição para esclarecermos, a cada passo, essas notícias falsas que efetivamente têm circulado, e falam absurdos tão grandes e irreais sobre as nossas universidades”, assinalou o reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Ricardo Marcelo Fonseca.

Embora não haja consenso quanto à crise fiscal que o país enfrenta, em especial quanto às soluções possíveis e às causas do problema, há questionamento por parte de ambas as bancas quanto à prioridade dos cortes feitos pelo governo federal, e sobre a falta de diálogo diante da situação.

Todos os parlamentares também se mostraram dispostos a intervir em nome das instituições Federais do Paraná. “Vamos trabalhar para que essa seja a última fatia a ser cortada”, afirmou o coordenador da bancada, o deputado Toninho Wandscheer.

“O que aconteceu, senhores parlamentares, é que no dia dois de maio, a conta única da Universidade amanheceu com 30% a menos. Ponto. Não houve diálogo prévio, nem posterior”, ressaltou Ricardo Marcelo Fonseca ao  reconhecer que o país passa por um momento de crise. “Educação e saúde estão no fim das coisas a serem cortadas, são o que há de mais essencial para o presente e para o futuro do Brasil”, finalizou o reitor.

Na próxima quinta-feira (16), a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES) tem agenda com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Últimas Notícias