Após demissões, UP contrata professores | Jornal Plural
Clube Kotter
8 ago 2020 - 13h07

Após demissões, UP contrata professores

Universidade diz estar adequando as matrizes curriculares. Para sindicato, empresa visa lucro

Na quinta-feira (6), uma funcionária da Universidade Positivo (UP) publicou em seu perfil profissional no Linkedin que a empresa está contratando um novo docente para o curso de Engenharia Civil. Um aluno enviou a postagem ao Plural na mesma noite, com sua opinião: “Aquela desculpa das demissões por causa da pandemia, parece que não engana ninguém.”

O anúncio da UP para o curso de Engenharia. Foto: reprodução

A reportagem entrou em contato com Valdyr Perrini – presidente do Sindicato dos Professores de Ensino Superior (Sinpes) – para saber o posicionamento da entidade. Segundo ele, a informação abala as negociações de indenização para os professores demitidos.

“São falaciosas essas argumentações de que as despedidas tenham sido necessárias por conta da diminuição de alunos, diminuição de procura e inadimplência de estudantes. O que se percebe é uma tendência voltada para a potencialização dos lucros”, diz Perrini. Veja a fala completa no vídeo.

Presidente do Sinpes relembra vídeo que circulou entre os docentes da UP. Confira!

Mudança de matrizes

De acordo com o reitor Pio José Martins, no momento, a Universidade Positivo está contratando dez novos docentes, sendo quatro nas Engenharias. “Isso porque voltou o semestre; nós fizemos adaptações para adequar as matrizes curriculares à Diretriz Curricular Nacional e esse tipo de coisa. Às vezes você tem que contratar professor de especialidade diferente”, afirma.

“Mesmo em condições normais, sem pandemia, sem crise, sem nada, esses movimentos acontecem. Na Medicina, por exemplo, é muito comum. Ao mudar uma matriz, você carrega mais numa área, por exemplo, de Cardiologia, e menos numa outra área, como a Neurologia. Então você tem que fazer ajustes porque são profissionais muito especializados”, diz.

Por fim, o reitor acrescenta que as contratações são informação pública e não vê problemas em falar sobre elas. “Eu quero dar notícia como essa muitas outras vezes, quando acabar essa tragédia de pandemia, de ficar todo mundo parado, e nós podermos crescer. Eu digo pra você o que já conversei com o pessoal do Cruzeiro do Sul: viver dentro da legalidade, fazer coisas de qualidade e crescer é o sonho de todo mundo, inclusive nosso, né!? O ruim é uma crise dessa.”

Em nota, o Grupo Cruzeiro do Sul afirmou que “a mudança do corpo docente é um processo natural e dentro da rotina de qualquer instituição de ensino privada no país. A Universidade Positivo agradece e reconhece a valiosa contribuição dos colaboradores que, neste momento difícil para todos, foram desligados e acredita que profissionais que estão e serão contratados farão jus à reputação de excelência da UP construída ao longo da sua história.”

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Um comentário sobre “Após demissões, UP contrata professores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos:

Últimas Notícias