Penitenciária de Piraquara tem 54 presos com Covid-19 | Jornal Plural
17 jul 2020 - 16h47

Penitenciária de Piraquara tem 54 presos com Covid-19

Sexta galeria da PEP I ficará interditada por 14 dias. Nenhum detento foi para o hospital, diz Depen

A Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP I) teve 54 detentos diagnosticados com coronavírus nesta quinta-feira (16). A informação foi confirmada pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen).

Diante do ocorrido, a sexta galeria da PEP ficará interditada pelos próximos 14 dias e a unidade prisional não poderá receber novos presos nesse período. De acordo com o Depen, ainda não houve necessidade de transferir nenhum detento para ambiente hospitalar.

Segundo o órgão, a maior parte dos casos são de presos assintomáticos ou que apresentam sintomas leves da doença. Uma equipe de saúde está fazendo atendimento e monitorando o local.

Conforme vem sendo noticiado pelo Plural, o coronavírus têm se expandido nas prisões do Paraná. Há alguns dias, várias entidades assinaram um manifesto para cobrar medidas mais rígidas do governo do Estado no controle da Covid-19. No documento, uma das principais reivindicações é justamente pela testagem em massa de presos e funcionários do sistema penitenciário.

Coletivos, conselhos e lideranças partidárias têm afirmado que as medidas decretadas pelo governador Ratinho Jr (PSD) para combater a Covid nos presídios não estão sendo suficientes. Segundo as entidades, há demora para preparar unidades, receber e isolar presos.

O governador também está sendo cobrado pelo Sindicato dos Policiais Penais do Paraná (Sindarspen), que alega que a categoria está sendo desassistida na pandemia. Os servidores do sistema penitenciário afirmam que não têm EPIs suficientes para trabalhar e cobram medidas mais efetivas para conter o contágio da Covid-19.

De acordo com o Mapa de Monitoramento da Prevenção ao coronavírus nas Unidades Penais do Paraná – atualizado pelo Sindarspen – já são 244 presos e 81 policiais penais com Covid-19 no Estado. Até o momento, o ex-deputado Nelson Meurer foi o único detento morto em razão da doença.

O Departamento de Estradas de Rodagem (Depen) também enviou ao Plural os dados oficiais de presos infectados pela doença. De acordo com o Depen, 361 presos testaram positivo, sendo que 164 já estão recuperados. Do total de casos confirmados, 245 deles estavam em duas cadeias públicas: Toledo (142 casos) e Marechal Cândido Rondon (103 casos). Entre os servidores do sistema penitenciário, foram 99 confirmações e, destes, 53 estão recuperados.

Prisões pelo Brasil

Em âmbito nacional, o número de casos também está em ascensão. De acordo com levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), feito em 15 de julho, há 7.220 presos e 4.772 servidores com coronavírus nas prisões do Brasil. Os números mostram crescimento de 112% no contágio da doença em um mês.

O aumento também se reflete no número de mortes; foram registrados 127 óbitos por Covid-19 nas prisões brasileiras. Ao todo, 66 detentos e 61 funcionários do sistema penitenciário perderam a vida. As mortes cresceram 36% nos últimos 30 dias.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias