17% das doses de vacina Covid de Curitiba foram para moradores de outras cidades | Jornal Plural
12 maio 2021 - 16h32

17% das doses de vacina Covid de Curitiba foram para moradores de outras cidades

Vacinados são 88% brancos e 62% do sexo feminino

Dados do Ministério da Saúde que detalham em quem foram aplicadas as doses de vacina contra Covid-19 em Curitiba desde o início da vacinação mostram que na capital foram vacinados pessoas brancas (88%) e do sexo feminino. Curitiba também usou 17% de suas doses da vacina em pacientes com residência em outras cidades do Paraná e outros 26 estados brasileiros.

No total, 87 mil doses das 531 mil listadas nos dados do Ministério foram para moradores de fora da cidade, principalmente (8,5 mil doses) de Santa Catarina, Colombo (7,3 mil doses) e São Paulo (7,2 mil doses). Essas aplicações atenderam principalmente pessoas vacinadas por faixa etária (maiores de 60 anos) e trabalhadores da saúde.

Para a Secretaria Municipal de Saúde, o registro de pessoas de outros estados e cidades aconteceu por erro no cadastro usado: “há de se considerar que a fonte de dados usada pela reportagem é o Data SUS, que utiliza informações do Cartão Nacional do SUS. É comum que pacientes de Curitiba, com cadastro definitivo no município, não tenham ainda atualizado o seu endereço no banco de dados nacional, constando endereços anteriores, de municípios que tenham morado no passado”.

A Secretaria também informou que no caso das forças de segurança e forças armadas há um acordo para vacinação desse público em Curitiba. “Curitiba está fazendo a aplicação das doses deste grupo de toda a região metropolitana, com doses especificamente enviadas pelo Estado para que essa vacinação deste grupo seja realizada”.

Por fim, a secretaria tb diz que trabalhadores da saúde são vacinados onde trabalham e não onde moram.

Vacinados são mulheres brancas

Mais da metade (52%) das doses de vacina aplicadas em Curitiba não tem informações sobre raça. No entanto, os dados que estão informados mostram o perfil de quem recebeu a vacina até agora na cidade. São na maioria mulheres (62%). Das 48% das doses aplicadas com informação sobre raça, 88% foram para pessoas brancas, apesar de Curitiba ter uma população que se declara 78% branca, 2,8% negra, 16,9 parda, 1,36 amarela e 0,14% indígena.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a ausência de dados sobre raça acontece porque “não é um dado exigido pelo Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI)”, muito embora a informação esteja no formulário do Sistema.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias