Vereadores podem ter os salários congelados a partir de 2021 | Jornal Plural
8 jun 2020 - 15h00

Vereadores podem ter os salários congelados a partir de 2021

Proposta mantém o subsídio no valor de R$ 15,5 mil para os próximos quatro anos. O presidente da Casa recebe R$ 18,9 mil

Os salários dos vereadores de Curitiba podem ser os mesmos para o mandato de 2021-2024. A iniciativa é da Mesa Executiva da Câmara Municipal. O projeto foi aprovado na Comissão de Serviço Público e já está apto para votação em plenário.

Caso aprovada, a proposta congela os vencimentos em R$ 15.594,73 mensais, pagos para os parlamentares da atual legislatura. Para o presidente da Câmara o subsídio é de R$ 18.991,00.

O relator do projeto na Comissão de Serviço Público, vereador Jairo Marcelino (PSD), destacou que, ao manterem os próprios salários congelados, os parlamentares estão dando a sua parcela de contribuição na situação da pandemia do coronavírus. Segundo ele, os vereadores estão sem aumento de salário há 12 anos.

O presidente da Comissão, vereador Ezequias Barros (PMB), ressaltou que a Câmara tem feito muitas economias ao longo das duas últimas legislaturas. Ele destacou que, tanto a gestão de Serginho do Posto (PSDB) quanto de Sabino Picolo (DEM), repassaram cerca de R$ 100 milhões para a Prefeitura de Curitiba.

O projeto estava tramitando na Câmara desde fevereiro e o presidente Sabino Picolo já havia dito que a proposta seria votada no primeiro semestre. A declaração foi concedida a diversos veículos de imprensa, pouco antes do início do ano Legislativo. Na ocasião, o objetivo da Mesa Executiva era de evitar a adoção de medidas impopulares em um cenário de crise econômica e em um ano de eleição.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Um comentário sobre “Vereadores podem ter os salários congelados a partir de 2021

  1. Congelar neste patamar é pouco. Deveria congelar após uma redução de pelo menos 30 porcento. Seria interessante ter informações sobre outras remunerações dos nobres edis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias