Só três dos 38 vereadores de Curitiba confirmam que não vão disputar reeleição | Jornal Plural
Clube Kotter
24 ago 2020 - 18h03

Só três dos 38 vereadores de Curitiba confirmam que não vão disputar reeleição

Cristiano Santos, Dona Lourdes e Julieta Reis deixam a Câmara. Fabiane Rosa quer se reeleger

Quase todos os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba querem disputar a reeleição nas eleições de 2020. De acordo com um levantamento feito pelo Plural, 30 dos 38 parlamentares já confirmaram que pretendem disputar novamente uma cadeira no parlamento do município.

Em geral, a renovação da Câmara, a cada quatro anos, tem ficado entre um terço e metade do plenário. Na legislatura 2017/2020, 15 novos parlamentares chegaram ao Legislativo; as “caras novas” representaram apenas 39,4% do total de vereadores eleitos. No processo eleitoral de 2012, a mudança foi de 47%.

Até o momento, só três vereadores dizem que não vão tentar um novo mandato, mas por motivos distintos. Cristiano Santos (PV) anunciou, em maio, que vai deixar a política para voltar a estudar e focar na prática do jornalismo. O parlamentar é apresentador do jornal Bora Paraná, da TV Band Curitiba. Seu pai, o ex-vereador e ex-deputado Roberto Acioli (PV), deve se candidatar em seu lugar.

A vereadora Dona Lourdes (PSB) decidiu com a família que não deve disputar mais uma eleição. Com 93 anos e tendo uma bagagem de quatro mandatos na Câmara Municipal, a parlamentar sempre foi bem votada nas eleições que disputou.

Julieta Reis (DEM) já indicou que essa será a sua última legislatura como vereadora. Nos bastidores, comenta-se que a parlamentar perdeu espaço no DEM do prefeito Rafael Greca. Agora, a tendência é que ela use sua experiência de seis mandatos na Câmara para tentar eleger o filho Rodrigo Reis (PSL), que está no mesmo partido do deputado e candidato a prefeito Fernando Francischini.

O filho de Julieta é um frequentador assíduo dos protestos pelo fim da quarentena, contra o isolamento social e em defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Convenções Partidárias

Há vereadores que preferem não comentar a situação das suas candidaturas antes das convenções partidárias que vão acontecer em setembro. Um deles é o ex-jogador Paulo Rink (PL) que afirmou ao Plural que ainda não colocou o seu nome à disposição para concorrer à Câmara Municipal, mas não descartou disputar uma nova eleição. No caso do seu partido, a convenção será em 15 de setembro.

A vereadora Maria Manfron (PP) também não quis se pronunciar antes das convenções partidárias. A composição da chapa do partido é mais complicada porque o Progressistas está tentando emplacar a vaga vice na chapa do prefeito Rafael Greca (DEM). Ao mesmo tempo, não descarta lançar candidatura própria à Prefeitura de Curitiba.

Fabiane Rosa quer reeleição

Embora tenha sido presa recentemente, a vereadora Fabiane Rosa (PSD) pretende tentar a reeleição. A informação foi confirmada por sua assessoria. A reeleição de Fabiane Rosa depende de como a investigação contra ela vai se desenvolver no Conselho de Ética do Legislativo. Ela também corre o risco de ser expulsa do partido.

A parlamentar é acusada de rachadinha, ou seja, de ficar com parte dos salários de seus funcionários comissionados. Fabiane chegou a ficar presa preventivamente no dia 27 de julho, mas foi solta em 12 de agosto para cuidar do seu filho de apenas quatro anos.

Ela está participando normalmente das sessões remotas da Câmara de Curitiba. A vereadora, seu marido e a ex-empregada doméstica do casal – nomeada para um cargo comissionado no Legislativo – foram denunciados pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR).

Afastados

Dois outros vereadores já estão afastados da Câmara desde o ano passado e decidiram não voltar para o cargo. Luiz Felipe Braga Cortes e Hélio Wirbiski ocupam cargos de segundo escalão no governo estadual. Para disputar a reeleição, teriam de se desincompatibilizar de suas atuais funções, mas preferiram ficar no governo. Por isso, estão impossibilitados legalmente de se candidatar.

Pré-candidatos

Ao todo, 30 vereadores confirmaram à reportagem que pretendem disputar à reeleição na Câmara de Curitiba. De todos os parlamentares, apenas Alex Rato (PSD) não respondeu às mensagens e ligações do Plural.

Pré-candidatura confirmada:

Beto Moraes (PSD)
Bruno Pessuti (Podemos)
Cacá Pereira (Patriota)
Colpani (PSB)
Dalton Borba (PDT)
Dr. Wolmir (Republicanos)
Ezequias Barros (PMB)
Fabiane Rosa (PSD)
Geovane Fernandes (Patriota)
Herivelto Oliveira (Cidadania)
Jairo Marcelino (PSD)
Katia Dittrich (Solidariedade)
Marcos Vieira (PDT)
Maria Letícia (PV)
Mauro Bobato (Podemos)
Mauro Ignácio (DEM)
Mestre Pop (PSD)
Noemia Rocha (MDB)
Oscalino do Povo (PP)

Osias Moraes (Republicanos)
Pier Petruzzielo (PTB)
Professora Josete (PT)
Professor Euler (PSD)
Professor Silberto (MDB)
Rogério Campos (PSD)
Sabino Picolo (DEM)
Serginho do Posto (DEM)
Thiago Ferro (PSC)
Tico Kuzma (Pros)
Tito Zeglin (PDT)
Toninho da Farmácia (DEM)
Zezinho Sabará (DEM)

Indefinidos:

Alex Rato (Patriota)
Maria Manfron (PP)
Paulo Rink (PL)

Não vão se candidatar:

Cristiano Santos (PV)
Dona Lourdes (PSB)
Julieta Reis (DEM)

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias