Senado vai gastar R$ 740 mil em jornais e revistas para parlamentares | Jornal Plural
9 abr 2019 - 21h05

Senado vai gastar R$ 740 mil em jornais e revistas para parlamentares

Compra desonera senadores de usar própria cota de R$ 15 mil por mês com assinaturas

A assinatura de jornais e revistas para os 81 senadores vai custar pouco mais de R$ 61 mil por mês aos cofres do Senado. Com isso, ao ano, os cidadãos brasileiros gastarão R$ 740 mil para manter as excelências bem informadas sobre a realidade do país.

Contudo, quando o Senado assume essa despesa, na prática ele libera os políticos de gastarem recursos da sua cota parlamentar com jornais e revistas. Hoje a cota parlamentar varia de acordo com o estado. Para os paranaenses, o limite mensal é de R$ 32 mil, incluindo custeio de despesas aéreas. Para ressarcimento de gastos de outros itens, o valor é R$ 15 mil, conforme aponta regulamento da casa. É essa rubrica que acaba aliviada com a compra feita pela instituição – parece pouco, mas de grão em grão…

Na justificativa, o Senado afirma que a compra é para manter uma entrega “regular de jornais e revistas impressos de grande circulação” de interesse dos parlamentares para entrega tanto nos gabinetes e sede administrativa quanto nas “Residências Oficiais dos Senhores Senadores”.

Em pregão eletrônico, o leilão foi homologado no último dia 1º de abril, arrematado pela empresa Banca 308 Norte, de Brasília. O Senado estava disposto a pagar cerca de R$ 1 milhão pela compra dos materiais. Pelo edital, seriam R$ 747 mil em jornais e R$ 250 mil em revistas.

Dos jornais, os maiores gastos são a Folha de S.Paulo, ao custo mensal de R$ 17,6 mil, seguido de entrega de 2,8 mil exemplares de O Globo, ao custo de R$ 16,9 mil, e de 1,9 mil exemplares de O Estado de S.Paulo, ao custo de R$ 12,7 mil. Na lista de jornais, nenhuma publicação do sul está entre as publicações assinadas.

Das revistas, o custo maior previsto no edital é de 517 exemplares mensais da revista Veja, ao custo de R$ 9,3 mil, seguido de 363 revistas Istoé por mês, com valor de R$ 5,8 mil. Na lista, consta ainda entrega de uma edição da revista Scientific American Brasil, da Harvard Business Review, uma da Globo Rural e Agronanalysis e cinco edições da The Economist. Clique aqui e confira o edital e aqui o documento de homologação do pregão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias