Ratinho suspende cobrança de ICMS para Simples; empresas terão empréstimo se garantirem empregos | Jornal Plural
27 mar 2020 - 11h55

Ratinho suspende cobrança de ICMS para Simples; empresas terão empréstimo se garantirem empregos

Segundo o governador, objetivo é evitar demissões e quebra de empresas durante a crise do coronavírus

O governo do Paraná anunciou na manhã desta sexta (27) um pacote de medidas econômicas para aliviar os problemas das micro, pequenas e médias empresas durante a crise do coronavírus e para garantir manutenção de empregos pelos próximos meses.

Segundo Ratinho Jr. (PSD), o principal anúncio talvez seja a suspensão da cobrança de ICMS para empresas que estejam no Simples durante os próximos 90 dias. A ideia é que essas empresas, que provavelmente terão seu faturamento prejudicado, tenham uma folga para enfrentar o período.

Além disso, haverá três linhas de créditos, para empresas de diferentes tamanhos. Em todas as situações, quem se beneficiar do empréstimo se compromete a manter temporariamente os empregos.

A primeira faixa é para microempreendedores e autônomos, e será financiada pela Fomento Paraná. São R$ 120 milhões que, segundo o governo, devem chegar a 40 mil empresas ou trabalhadores autônomos. A segunda faixa, para empresas com faturamento de até R$ 200 mil, receberá R$ 160 milhões, também da Fomento Paraná.

As médias empresas, com faturamento acima de R$ 200 mil, ficam com a maior quantia. São R$ 690 milhões em empréstimos financiados via BRDE – igualmente com a cláusula de manutenção de empregos.

Parte do dinheiro, segundo Ratinho, virá de contingenciamento de outras áreas do governo. Seriam R$ 321 milhões que sairiam de outras áreas para serem dedicados ao pacote de investimentos. O restante (R$ 690 milhões) será financiado pelo BRDE.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias